quarta-feira, novembro 10, 2010Alessandra Marques

Olá pessoal!!!
Saudades de todos!!!
Semana passada não postei... Não foi rebeldia, não foi descaso... Eu fiquei bem mal com o lance do Théo... E era inevitável estar na blogsfera e não lembrar dele... Daí fiquei quietinha, na minha... Mas precisamos dar continuidade à vida, depois de um tempo de reflexão... As lições que eu extraí de tudo serão para toda vida e sem dúvida me fazem ver e viver a maternidade hoje de uma maneira diferente, melhor na minha opinião.
Então... Vamos ao que interessa... Queria falar com vocês sobre um assunto que venho matutando na minha cabecinha: Escolinha! Até rimou...rs
Será que existe um momento certo para matricular um filho na escola? Não sei se existe, mas acredito que para pais de primeira viagem devem gerar apreensão e insegurança. Tem 2 perguntinhas que não querem calar na minha cabeça: “ E se não cuidarem bem dele? E se a adaptação não rolar? Andei lendo algumas coisas à respeito e acho que tem algumas informações que são legais para partilhar, dessa forma, outras mães (angustiadas e loucas) de primeira viagem como eu podem pensar no assunto...

Qual Escolinha?
Gente... afinidade é tudo quando o assunto é escolha de escola! Se você não gostar ou não confiar ou ficar qualquer margem de dúvidas, procure outro local. Se coloque no lugar do pequeno e questione: Se eu tivesse essa idade, eu gostaria de estar ali? Tem tudo o que preciso? Se estiver certa da escolha procure transmitir à criança essa segurança. Pode não parecer, mas a criança percebe seus sentimentos observando a forma como vc fala e age sobre qualquer coisa.
A escola precisa demonstrar interesse particular em seu filho. Saber das necessidades dele, conhecer um pouco da história de sua família, etc. É uma conversa franca e geralmente não é um bate papo muito rápido. Você vai esclarecer dúvidas como higiene do local, nutrição, dados pedagógicos, etc..

A Adaptção:
Pelo que notei, precisa ser gradual e lenta... Principalmente para as crianças que ficam em casa com a mãe... Acostumar-se ao novo ambiente e a ausência desse referencial pode levar um tempinho, mas é possível viu mães! Rs
Essa  adaptação está diretamente ligada ao desenvolvimento emocional da criança e do quanto ela está preparada para afastar-se dos pais. O processo leva geralmente uma semana, mas talvez exija mais um tempo. A criança permanece na escola por um número específico de horas e gradualmente esse tempo aumenta e a presença do responsável que acompanha o processo diminui. Na adaptação a criança estará conhecendo o novo ambiente até estar familiarizada e os pais poderão verificar como agem os educadores.
Para tudo fluir bem é necessário que os pais estejam tranqüilos e a criança realmente esteja inserida no meio, sendo recebida com amor e carinho.



Dicas importantes:


  1. Verifique se a escola possui muitas escadas acessíveis aos pequenos; O ideal são rampas...
  2.   Observe se na escola existe uma enfermaria capaz de atender pequenos acidentes.
  3.     Sobre a alimentação, esteja atenta para saber como isso é feito. Se é a escola quem oferece o lanchinho, verifique se sucos e frutas estão sempre presentes. Observe também como é feito o acompanhamento dessa refeição, pois sem supervisão atenta os pequenos tendem à não se alimentar direito.
  4.         Sobre a higiene, escovar  os dentes depois da refeição e lavar as mãos é primordial e isso precisa ser cumprido.
  5. Tente encontrar uma escola que repassem valores parecidos com os seus.
Eu tenho certeza que vocês tem algo à crescentar e aquelas que já viveram a experiência tem muito pra dividir, então... Não percam tempo! rs rs

Bjoks.

Alê

VEJA MAIS POSTAGENS

9 comentários

  1. Olá!

    Este negócio de escola é complicado...

    Meu bebê de 7 meses está na escolinha desde quase 5. Está super bem adaptado, graças a Deus!

    Eu escolhi a escolinha pelo "felling". Aquela coisa de "bater", ir com a cara, sabe? Mas tb pesquisei muito. Fiz visitas, conversei com mães, peguei referências, passei dias visitando... acho que é por aí.

    E mantenho uma relação bem aberta com a escola. Falo qq coisa que me incomoda, não levo nada para casa. Acho isso super importante.

    Gostei do texto.

    Abraços a todas!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Alê








    Amei a postagem, Alê. OLha, isso vem matutando na minha cabeça ha uns dias. Tenho visto tantas denúncias de agressão à criança, que ja passo mal só de pensar. Meu filhote ainda tem 2 meses e 1/2, mas terei que coloca-lo na creche ano que vem para trabalhar. Estou muito apreensiva e não consigo encontrar nada que eu me identifique. Realmente não sei o que fazer...

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  3. Oi Alê!
    Gostei muito do teu post, pois creio que isso se passa com todas as mamães que desejam colocar os pequenos na escolinha.
    Tais certa, tem que pesquisar, ter segurança, gostar do local, etc.

    Na semana passada, quando passou aquela escola de Goiânia, onde a dona agredia as crianças, fiquei muito triste. Eram crianças de 0 à 4 anos, o que é isso??? Se não fosse aquela funcionária denunciar, eles estariam sofrendo até hoje.

    Nós mamães temos que estarmos atentas, pois nem sempre as crianças falam, muitas vezes tem medo. Deve-se investigar sempre que eles estão com comportamento estranho.

    Minha filha não foi pra escolinha, vai entrar no ano que vem no primeiro ano, mas todas as mães que eu conheço que tem desde cedo os filhos na escolinha sempre ficam atentas, pois hoje em dia, devido a tanta coisa que ficamos sabendo, temos mesmo que estar de olho.

    Um beijo pra você e pra todas as mamães que passam por aqui.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Alê... Como mãe posso dizer que esse assunto realmente não é nada fácil. Antes da Maria Clara chegar, eu só pensava nesse assunto como professora, mas agora que sou mãe, já penso de uma forma beem diferente. Tudo o que você escreveu está certo mesmo, a gente tem que se colocar no lugar deles, dos pequeninos, e se perguntar: "Será que essa escola vem de encontro às necessidades dele?". E não é só quanto ao espaço físico, mas também o número de funcionários, se o mesmo consegue dar conta de não só olhar, mas realmente cuidar de todas as crianças que estão ali.
    Bom, quero também agradecer a vocês por terem colocado meu humilde bloguinho no top five! Vocês não fazem ideia do quanto fiquei e estou feliz por isso. Um beijão pra todas vocês!!!!

    Roberta (misturebadaro.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  5. Muito bacana o post Alê. Optei em deixar a Manuela com a minha sogra, mas penso em mais para frente colocá-la numa escolinha, mas sei que será uma escolha difícil, ainda mais que eu sou a pessoa mais desconfiada do mundo quando o assunto é a pequena.

    Essa história da alimentação é bem verdade. Sabe que a minha vizinha estava estranhando que no caderno da neta sempre vinha a observação da professora dizendo tudo que ela tinha comido. Acontece que ela sempre foi ruim para comer comida e sempre que chegava da escola ela queria bolacha e outras tranqueiras. Daí que conversando com ela, descobriu que ela esperava a professora sair de perto e distribuia a comida entre as amigas, é mole?
    Enfim, ela contou em off pra mãe dela que conversou na escola. Hoje a professora senta ao lado dela e só sai da mesa quando ela termina,rsrs.

    bjs,

    ResponderExcluir
  6. Gostei do post, Alê!
    É um assunto que mais cedo ou mais tarde os pais terão que pensar. Por hora, ainda não vamos colocar o Daniel, mas vai chegar o momento. Ótimas dicas.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi Alê! Adorei o seu post e acho que devemos ficar muuuuito atentas com relação às escolas e creches, por mais caras que elas são.
    Ontem mesmo postei sobre isso lá no blog:
    A procura da melhor escola para o meu filho.
    Veja lá no www.falamamae.com
    Abraços de Carol Siqueira.

    ResponderExcluir
  8. Amiga,
    Minha bebe esta com 18 meses e ja esta matriculada para o proximo ano. Hoje em dia nossos bebes são mais esperto e articulados por isso vão a escola mais cedo. Minha cidade é pequena e por isso é mais facil achar uma escola boa e responsavel. A escolinha da Bia é maravilhosa! Chama-se Escolinha Faz de Conta. Fomos muito bem atendidos, conhecemos a escola todinha, cada detalhe. Sem falar que fica pertinho do meu trabalho.
    Adorei as dicas do post. No meu bloguinho também coloquei algumas importantes, passa lá!
    Beijos no coração.
    Madri

    ResponderExcluir
  9. Oi queridas! Duas notícias que vão interessar às mamães... eu acho =)
    Mulher dá à luz menina em viaduto a caminho de maternidade em SC #G1 http://migre.me/2985b
    Rosana Jatobá fala sobre o milagre da maternidade e conta os bastidores da surpresa que recebeu no JN do dia 03/11: http://migre.me/29oBE.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!