Emagrecer Gravidez

O "hormônio da alegria" na gravidez...

quinta-feira, maio 19, 2011Lauri Sousa


Quando eu engravidei, a GO que me acompanhava sempre me dizia para fazer coisas que me dessem prazer para que houvesse a liberação do “hormônio da alegria”, isto faria muito bem ao bebê...Que dica maravilhosa, fazer coisas que dão prazer!
Nunca procurei saber mais sobre o assunto, que hormônio seria aquele e de que forma ele agiria. Saber que faria bem ao bebê já era o suficiente para mim naquele momento, eu achava que era simplesmente pelo fato de as emoções da mãe passarem para o filho.
Então, eu sempre fazia coisas que me deixavam feliz, e o meu marido também ajudava nesta "árdua" tarefa.
As coisas que mais me deixavam feliz era viajar, passear, receber massagem... comer...comer muito...comer bem... comer o tempo todo...(engordei 15kg rsrs)
Esses dias estava lembrando disto e resolvi fazer uma pesquisa para saber mais sobre este tal hormônio da alegria:
A Serotonina é um neurotransmissor (as células cerebrais usam neurotransmissores para se comunicarem, passando ordens para o restante do corpo). Conhecido por afetar o bem-estar nos seres humanos, e tem diversas funções como o controle da liberação de alguns hormônios e a regulação do ritmo cardíaco, do sono e do apetite,  controle da temperatura corporal, da pressão arterial, da ingestão de alimentos e do comportamento sexual, sono, apetite, memória, aprendizado, humor,  função cardiovascular, contração muscular e regulação endócrina. serotonina é liberada quando você faz algo sem medo..que lhe dá prazer, como malhar, comer, beber, viagens.... este é o precioso hormônio da alegria. 
Recentemente descobriu-se que a diminuição da síntese de serotonina materna durante a gestação pode aumentar o risco de uma criança para o transtorno de déficit de atenção (TDAH) e problemas comportamentais.
Pesquisei:
E já que eu falei no assunto "quilinhos a mais", algumas dicas para emagrecer após a gravidez:
- Utilize a amamentação também a seu favor. Amamentar ajuda você a perder peso mais rapidamente e fortalece o vínculo entre mãe e filho; 

- Caminhada 

- Dieta equilibrada e saudável sempre.  
- Controle seus desejos. Substitua a vontade de fazer uma boquinha por alguma atividade saudável como brincar com seu bebê ou dar uma volta com o marido; 
Às novas mamães que ainda estejam desgostosas com o peso atual, calma. O processo da perda de peso pode levar até seis meses. Lembre-se que neste momento o mais importante é a saúde da criança e não a sua forma física.
Outras dicas: Aqui e Aqui
Eu levei um bom tempo para voltar ao meu peso normal após o parto, mas sabe de uma coisa: curti muito ter uns quilinhos a mais naquela fase... saudades!

Beijinhos,

Lauri, do blog Nosso Danielzinho

VEJA MAIS POSTAGENS

4 comentários

  1. Oi Lauri!
    Muito interessante amiga esse texto e os artigos para pesquisar.
    Eu voltei super rápido ao meu peso normal, pois amamentava muito e cuidei da alimentação.
    Beijinhos amiga.

    ResponderExcluir
  2. Oi Genis, obrigada pela visita no meu blog. Adorei este cantinho e estarei sempre por aqui. Eu faço questao de fazer coisas q me dao prazer e curtir muito esta sensaçao...será por isso q o Erik é tao de boa??
    bjao

    ResponderExcluir
  3. Olá! Muito legal essa matéria! Gostei de saber que é importante fazer atividades que estimulem a produção do "hormonio da alegria".
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. nossa amei esse blog!! minha filha nasceu a 5 meses e nao consigo perder esses ultimos 5kg, tá difícil!!!
    mas acho que vou tentar nao engordar e depois que ela parar de mamar eu faço dieta, rs
    Ah, dá uma olhada no meu blog, tem umas fotos legais que tiro da clarinha!
    http://aventurasdaclarinha.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!