Natação para bebês

Natação para bebês

sábado, outubro 29, 2011Cris Chabes

Ai que coisa mais linda ver um bebê dentro da piscina!!
Fiz um ano de natação e praticamente me tornei um "peixe fora d'agua" rsrsr 
Isso mesmo. Aprendi a nadar, mas não me tornei uma atleta!
Passei até para o nível 2 (são seis níveis na academia que frequentei)
Mas o que mais adorava era ver os bebês e as crianças pequenas na piscina. 
Eles aprendem muito rápido e não tem medo (como as velhinhas que nem eu rsrsr)
Descobri que os bebês podem iniciar a prática de natação aos 6 meses e que suas mamães ficam junto na piscina. Isso ajuda no crescimento físico, motor e emocional das crianças, que se sentem mais seguras e tranquilas depois de uma aula.
imagens do google


Segue aqui algumas recomendações importantes antes de matricular seu filho em uma academia. Bebê.com.br .
Beijocas 
Cris Chabes


Quanto mais cedo a criança entrar na piscina, mais facilidade ela terá em nadar?
Sim. O desenvolvimento da criança depende da exigência de tarefas, de fatores biológicos e condições do ambiente, ou seja, quanto mais cedo seu bebê for estimulado, maior será o repertório motor e a aquisição de habilidades.

Bebês que frequentam a piscina têm mais chance de desenvolver problemas no ouvido?
Depende. A dor de ouvido acontece quando a piscina não está bem tratada. É importante ficar atenta para ver se o cloro está com pH neutro e pouco concentrado e se a água está na temperatura ideal. Uma atitude que ajuda a evitar o problema é enxugar bem o ouvido da criança. Isso porque a umidade favorece a proliferação de bactérias, o que pode levar à otite. Outra sugestão é o bebê fazer uso de um tampão moldável, acessório que evita a entrada de água no ouvido.

Os bebês com problemas respiratórios se beneficiam das atividades dentro da água?
Sim. A natação fortalece desde a musculatura torácica ao diafragma, o que torna a troca de oxigênio mais fácil e natural. É comum, por exemplos, crianças com bronquite apresentarem uma melhora no problema depois do início da prática.

Piscinas tratadas com cloro agridem a pele da criança e podem provocar alergia?
Depende. Normalmente, em piscinas de clubes e escolas, coloca-se muito cloro para evitar a proliferação de bactérias e fungos. Quando a concentração está alta demais, a criança pode desenvolver algumas alergias, como a vermelhidão nos olhos. Agora, se o pequeno for alérgico ao cloro — o que não é muito comum —, é indicada uma piscina que receba outros tipos de tratamento, como sal e ozônio.

VEJA MAIS POSTAGENS

4 comentários

  1. Duas vezes por semana é suficiente??? Cris
    http://www.olhopreguicoso.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Cris!
    Me arrependo de não ter colocado a minha filha desde pequenina na natação. É que mudamos de cidade e não tinha perto pra idade dela.
    Hoje em dia ela é medrosa. Até entra na água, mas tem receio. Se fosse acostumada desde pequena, seria ótimo.
    Beijinhos e um maravilhoso final de semana.

    ResponderExcluir
  3. Amiga,adorei o post!
    na minha gravidez pensava muito nisso,q iria colocá-o cedo na natação,mas nem deu!
    mas deve ser uma coisa linda!rsrs
    adorei o post!
    beeijo!

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!