Educação de filhos

A lei do TUDO EU POSSO

sexta-feira, fevereiro 24, 2012Cris Chabes

Pessoal, no carnaval fui para praia com meu marido e presenciei uma cena da qual fiquei indignada.
Em casa assistindo TV ouvi uma notícia que me deixou ainda mais perplexa e a junção das duas situações me fez refletir sobre como pais criam e ensinam valores aos seus filhos.


Vamos aos fatos:



    imagens do google
  • Estava no litoral norte de São Paulo na praia das Toninhas em Ubatuba. Essa praia agrada muitos os frequentadores, pois no canto direito tem águas calmas e poucas ondas, tornando-se ideal para as crianças pequenas. No canto esquerdo ela tem uma inclinação maior (chamada de tombo) e uma formação de ondas ideal para surfistas. Todo esse cenário muda de acordo com a maré, os ventos e a época do ano e neste final de semana especifico havia uma grande área isolada pelos salva-vidas devido a formação de buracos, com grande risco para os banhistas. Mas isso não impedia alguns adultos de entrar na água e até algumas crianças. Em determinado momento, uma senhora e seu neto romperam o cordão de isolamento e entraram na água como se não houvesse perigo. A família não ficou intimidada quando o salva-vidas repreendeu o menino. Eles até riram.

imagens do google
menina Grazielly 



  • Em Bertioga um menino de 14 anos pilota um jetski e perdendo o controle atropela uma criança que brincava na areia tirando sua vida. O adolescente volta para casa e toda a família deixa as pressas a pousada fugindo da responsabilidade.








Que valores esses pais estão passando para seus filhos? Impunidade? Regras e leis são para os tolos? O outro ser humano não me diz respeito? A lei do TUDO EU POSSO?
imagens do google

Fugir das responsabilidades ajuda a criança a pensar que há sempre alguém que vai assumir seus erros e que nada poderá acontecer com ela, permitindo assim uma cultura do TUDO EU POSSO. 


Vocês se lembram quando nossos pais nos faziam devolver aquela borracha encontrada no chão da escola, sem dono? Lembram quando íamos a casa de alguém e só podíamos aceitar alguma coisa se nossa mãe permitisse?
Lembra que não tínhamos a boneca ou o brinquedo da moda e nem eramos frustrados por isso? 
imagens do google


Minha geração não saiu por aí achando que TUDO PODE, por que nossos pais nos educaram, não pela compensação mas pela educação e respeito ao outro.


Como estamos criando nossos filhos?
Como nossos filhos criados com valores vão enfrentar uma sociedade que acredita que TUDO PODE?


Como será o amanhã daquele menino que arriscou sua vida na praia e a família riu do salva vidas?
Como será o amanhã do adolescente que matou uma menina com o jetski, mesmo sem intenção, mas fugiu?


Como será???


Vale a pena refletir sobre isso, pois ainda podemos mudar esse cenário.
Beijocas
Cris Chabes

VEJA MAIS POSTAGENS

15 comentários

  1. Oi Cris!
    É verdade amiga, lembro bem da educação que os meus pais me deram, de como tínhamos que respeitar as pessoas e as suas coisas.Procuro passar isso pra minha filha sempre, em todas as ocasiões.
    Também fiquei muito triste e chocada com o que aconteceu com a Grazielly. Meu esposo nem quis ver a reportagem toda, pois nos colocamos no lugar dos pais e doeu muito o nosso coração.
    Sobre essa situação da praia, é de indgnar que uma avó estava junto e com o neto entrou na água num lugar proibido. Nós se vamos na praia e a bandeira está vermelha em algum local, nem chegamos perto. Imagina um lugar com cordão de isolamento e tudo. Que cabeça dessas pessoas, arriscando a vida e ainda rindo e desrespeitando o salva-vidas.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Sobre essa situação da praia da menina de 3 anos que morreu atropelada... Olha, sinto muito pena da mãe da menina.

    Temos que educar nossos filhos para vida, tem mais que ainda não caíram a 'ficha' de quais valores estão ensinando para os filhos

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Cris...seu post é muito importante!
    Realmente quando ví essa noticia na TV fiquei indignada da mesma forma. Como assim fujiram? Como assim não prestaram socorro? e se fosse o filho deles? Num País onde só quem tem grana tem direito a socorro, investigações, justiça...acho bem difícil não acabar em pizza tudo isso. Na minha humilde opinião os pais desse garoto é que deveriam responder por isso sendo presos, pois os maiores culpados são eles!

    Bj

    ResponderExcluir
  4. óptimo post,
    vale mesmo a pena reflectir... que mundo este que se está a criar...

    ResponderExcluir
  5. Vale muito a pena pensar sobre, isso e não é brincadeira não, beijos.

    ResponderExcluir
  6. Concordo, Chris,
    é importante passar valores para os filhos.
    Nesse casos e em outros, a obediência às normas pode representar vida ou morte.
    Um abraço da
    Celina

    ResponderExcluir
  7. Amiga, sabia que sempre em janeiro passávamos férias num apartamento do meu tio em Bertioga, tem até umas fotos no meu blog, pois foi a primeira praia que JM foi...
    Isso mexeu muito comigo e agradeci muito a Deus por ter meu filho do meu lado. Fico com muita pena da mãe que perdeu essa menina... que Deus a conforte...
    E qto a tudo que falou, está certíssima. Temo por esta geração criada por pais tão irresponsáveis...
    Beijos, Genis

    ResponderExcluir
  8. Ótimo post. Estava mesmo refletindo sobre esse assunto esses dias. Fomos para o sítio de um coleguinha, do meu filho, no carnaval. E os pais do menino falaram que eu era muito estressada, só pq não deixo o anjo fazer o que ele quer. É mole.
    O filho deles faz o que bem entende. Eles não têm controle nenhum sobre o filho e só pq tenho sobre o meu, sou chata?
    Nós somos responsáveis pelos nossos filhos. E devemos sim, ensinar o que é certo e o que é errado. Que os pais tomem consciência disso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Muito seu post.Eu a todo o momento fico atenta ao comportamento de Bruna para que possa direcionar ela para o melhor caminho,o do respeito e honestidade.
    beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olha, cada dia fico mais preocupada com o mundo que estamos criando nossos filhos e até mesmo com o modo em que criamos eles. Espero poder mostrar pro meu filho o melhor caminho.

    Bjs, Dani Cardão.

    ResponderExcluir
  11. Sabe Cris, eu tenho esperança de que com posts assim como este, possamos contribuir para mudar a mentalidade das pessoas... eu realmente acredito nisso, se este post conseguir atingir pelo menos um pai/mãe e causar transformação nele já terá sido válido.
    Parabéns amiga!
    um beijo, Lauri

    ResponderExcluir
  12. Olá amigos
    Que delicia compartilhar esse post com todos vcs e ouvir seus comentários
    Fiquei tão indignada
    Tenho fé que as coisas podem e vão mudar.
    Temos que acreditar que pais e mães preparam um mundo melhor passando para seus filhos o Respeito ao próximo.
    Só assim continuaremos caminhando.
    Beijocas
    Cris Chabes

    ResponderExcluir
  13. Oi, Chris obrigado pelo recadinho lá no meu blog.
    Bjinhos, Dani Cardão.

    ResponderExcluir
  14. Muito bem colocado o seu texto! Os valores de antigamente são vistos como quadrados nos dias de hoje. Ou, muitos pais, que não têm tempo para seus filhos, quando estão com eles, permitem tudo para "compensar" a ausência. Mas, não é por aí...qualidade de tempo é muito melhor que quantidade. E, ensinar boas maneira e valores é uma obrigação nossa como pais que somos. Precisamos educar para que nossos filhos sejam cidadãos do mundo e não delinquentes como se tem visto por aí!

    ResponderExcluir
  15. Vejo essa notícia e até dói o coração.
    Lembrei da minha adolescência num condomínio fechado perto de BH, MG que pegávamos o Jet Ski e podíamos aproveitar na lagoa que não tinha banhistas nem praia.
    É muita irresponsabilidade entregar uma máquina dessa na mão de uma criança quase adulta. Eles não tem força para carregar o equipamento no mar, fora correntezas e banhistas que são um risco.
    Temos que instruir muito bem nossas crias tanto para não pegar um jet ski ou um carro, como também prestar muita atenção na movimentação nas praias brasileiras cheias de irresponsáveis e carentes de policiais...
    Fiquem com Deus! bjos

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!