Adolescência Cris Chabes

Adolescência ou "Aborrescência". Não pense assim! Entenda-os!

terça-feira, outubro 02, 2012Cris Chabes

Meu filho entrou na Adolescência! E agora?

imagens do google

Primeiro tenha calma e respire fundo. 
Vamos estudar um pouco mais sobre esse tema aqui no Recanto e juntas descobrir como lidar com nossos "aborrecentes" de maneira que eles não se aborreçam e ainda possam sair dessa fase descobrindo que os "pais" são seus melhores amigos. 

imagem do google
Dos 11 aos 16 anos, o corpo humano passa por transformações radicais  se preparando para entrar na puberdade. O cérebro produz uma proteína que desencadeia a produção de hormônios responsáveis pela mudança na voz, pela menstruação, crescimento de pelos pelo corpo, a massa muscular se intensifica, os neurônios formam milhões de novas conexões e pela primeira vez o sexo oposto é mais atraente ao olhar.


Com tantas novidades a vista, é claro que o humor do adolescente também se altera e por isso ouvimos tantas mães reclamarem que seu filho já não conversa direito, só fica no computador, escuta música em alto volume, não querem mais beijinhos e a bagunça no quarto parece ser mais atrativa.

Essa é a fase de formação da própria personalidade. As meninas tem horror de ver suas mães usando o mesmo esmalte, roupas parecidas, falando gíria e os meninos querem provar para si e para o grupo que são "homens" adultos ou quase.....e na primeira decepção ambos se trancam no quarto e choram.

Então vamos entender melhor cada situação começando pela idade exata que compreende esse período.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) a adolescência compreende o período da vida, que começa aos 10 anos e vai até os 19 anos completos, distribuídos assim:

  • Pré-adolescência – dos 10 aos 14 anos;
  • Adolescência propriamente dita – dos 15 aos 19 anos;
  • Juventude – dos 15 aos 24 anos.
No Brasil, principalmente para garantia dos direitos, é o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que considera adolescência a faixa etária dos 12 anos completos até os 18 anos de idade completos, assegurando-o vários direitos de acordo a legislação brasileira. Leia alguns desses direitos:
imagem do google
  • Pessoas de direitos, deveres, compromissos pessoais e sociais;
  • Cidadãos que se comprometem com a sociedade e fazem parte também da solução;
  • Homens e mulheres de desejo, que têm sonhos, dificuldades e que estão construindo o seu projeto de vida;
  • Homens e mulheres que constroem sua maneira própria de viver a sexualidade;
  • Pessoas construindo sua autonomia e solidariedade. 
Agora ao olhar para o seu "adolescente" lembre-se de que você também já foi um e que queria ser respeitado por seus erros e valorizado por seus acertos.
No próximo post vamos conversar sobre "a primeira menstruação e a primeira visita ao ginecologista" Aguardem!
imagem do google

Beijocas
Cris Chabes






VEJA MAIS POSTAGENS

11 comentários

  1. Olá Cris mto bom a abordagem deste tema que assusta tantos pais... é um periodo bem delicado e deve ser tratado com muito dialogo e respeito...os filhos precisam de amor e companheirismo para atravessar essa fase que nem eles mesmo se entendem...parabenss

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post amiga.
    As crianças crescem e a adolescência chega.
    Amooo trabalhar com adolescentes.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Sempre tenho medo dessa época uhauaha ainda bem que ainda falta muito pra mim, vai dar tempo de me preparar!

    ResponderExcluir
  4. Cris é exatamente assim!! Eu concordo com tudo, até porque tenho uma adolescente em casa, né?

    Fico aguardando o próximo post.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Ainda bem que tenho tempo pra me preparar pra essa fase!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Nossa... essa fase é complicada mesmo. Falo isso porque lembro de mim nessa época rs..

    Agora todas essas mudanças, não são 'por acaso' tem explicações, né? Bem legal vocês abordarem isso, gostei bastante.
    Sabe que esses dias eu li numa revista o por que deles serem rebeldes?
    Tudo questão neurológica. Uma determinada parte do cérebro ainda não está 'madura', explicando então o motivo porque adolescentes tomam atitudes sem pensar muito nas consequências.
    Super interessante.

    Agora como mãe, entendo minha mãe. Como filha que já passou por isso, vou entender meu filho.

    Adorei as dicas!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Muito bom abordar sobre este tema.
    A Mi só tem 4 anos, mas sei que chegarei nesta fase e informação é muito importante para lidar com as situações de forma positiva.


    Http://verdadesdemae.blogspot.com
    http://feitocomcarinhodemae.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Eu ainda não consigo imaginar minha filha adolescente, consigo apenas lembrar da minha adolescencia!

    Não fui rebelde, nem tinha como ... mas fiz tatuagem escondida!

    Beijos, Má
    www.monmaternite.com

    ResponderExcluir
  9. Cris, gostei muito do post, espero estar preparada para essa fase de tantas transformações quando ela chegar aqui em casa...rs
    um beijo

    ResponderExcluir
  10. brigada agora eu seu direito antes eu pensava que eu era uma crinça de 10 anos mis eu so uma pre adolesente

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!