Mamãe Marcella Teste do Pezinho

Teste do Pezinho, você sabe o que é?!

quarta-feira, abril 03, 2013Mon Maternité


Você sabe porque existe o teste do pezinho?!?



Popularmente conhecido como teste do pezinho ou triagem neonatal, o Teste de Guthrie tem como objetivo odiagnostico precoce de doenças metabólicas, genéticas e infecciosa, comofenilcetonúria, hipotireoidismo e fibrose cística e geralmente realizado apartir do terceiro dia de vida do recém nascido, geralmente antes da alta damamãe e do bebê, mas pode ser realizado após essa data.

testedo pezinho é obrigatório por lei em todo o Brasil, mas infelizmente não éassim que acontece. Caso a maternidade não ofereça o teste, é possível fazer empostos de saúde e hospitais.

O resultado demora uns trinta dias. Nãose preocupe se for chamada para refazer o teste, as vezes a coleta do sanguenão foi como desejado, para comparar com o primeiro exame ou se realizado antesdas primeiras 48horas de vida do bebê.

Ah, nem sempre o teste do pezinho é feito no calcanhar do recém nascido, algunslugares fazem a coleta do sangue no braço.


Fenilcetonúria
Distúrbio genético no qual um dosaminoácidos presentes no leite pode prejudicar a saúde do bebê causando retardomental grave.

Galactosemia
A galactose presente no leite causa,nas crianças com galactosemia, um quadro grave marcado por catarata, convulsõese diarréia.

Hipotireidismo
A falta do hormônio produzido naglândula tireóide causa deficiência mental e retardo de crescimento.

HiperplasiaAdrenal
Distúrbio no metabolismo que pode levarà desidratação aguda e na menina, a masculinização dos órgãos genitais.

FibroseCística
Doença genética que causa problemasrespiratórios e gastrointestinais crônicos.

Toxoplasmose
Infecção adquirida pela gestante que,se transmitida ao feto, pode causar microcefalia, lesões oculares entre outros.

G6PD
A deficiência de Glicose-6-FosfatoDesidrogenase é a enzimopatia mais comum podendo apresentar grave icterícianeonatal ("amarelão") ou anemia hemolítica (ruptura dos glóbulosvermelhos)

Rubéola
Infecção viral transmitida pela mãe aofeto que pode causar deficiência mental, retardo no crescimento, deficiênciaauditiva, defeitos cardíacos, catarata, lesões ósseas e outros problemas.

AnemiaFalciforme
As hemoglobinopatias são doençascausadas por anormalidades na estrutura molecular ou na produção da hemoglobina"S". Crianças com hemoglobina anormal são altamente suscetíveis àanemia e infecções.


Algumas das informações deste post foram retiradas deste site *AQUI* e *AQUI*.



VEJA MAIS POSTAGENS

6 comentários

  1. Marcella, um exelente post. É muito importante passar esse tipo de informação para o maior úmero de pessoas possível.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. meninas sei sim e apoio
    amei a postagem e conhecer mais
    um pouco
    linda tarde equipe linda bjs

    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá marcella achei muito importante divulgar esse post . Ainda há famílias que desconhecem a importância desse exame. Beijocas Cris Chabes

    ResponderExcluir
  4. Oi Meninas!!!!
    Estou passando para fazer um convite!
    Qdo tiverem um tempinho, deem uma passadinha para conhecer o Blog e o Instagram CELEBRAR COM ESTILO. Posto referências para eventos e muita inspiração para quem gosta de receber ou está preparando aniversário dos filhos ou algum outro evento.
    Tenho a certeza de que vão gostar!!!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  5. Super importante. A minha caçula fez o teste do pezinho, mas na verdade tiraram o sangue do gracinha, disseram que é menos doido!? O importante é que fez né.

    ResponderExcluir
  6. .



    Crianças são flores, não é
    mesmo? Adorei conhecer esta
    sua página. Espero você
    também no dia 6 deste
    mês
    no blog do Palhaço Po-
    eta onde os seus pelos eri-
    çarão com a minha história.

    Um beijo grande.

    Ah, estou seguindo este blog,
    tomara que você já siga o meu.

    silvioafonso







    .

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!