Comportamento Crianças

Fez dodói,culpa de quem?

quarta-feira, fevereiro 16, 2011Recanto das Mamães Blogueiras

Oi,amores!
Neste último domingo,fomos pra igreja como de costume.
Minha igreja é pequena,ñ tem um espaço reservado para as crianças como deveria,apenas uma pequena varanda,como elas não têm seu espaço,fica difícil impedi-las de correrem pela igreja.
Meu filho é uma delas.
Eu não vou mais para assistir ao culto,pois volto toda minha atenção pra ele,pois também não posso( e é impossível) prendê-lo no meu colo até a hora de ir embora.
Fico o tempo todo andando atrás dele,só o deixo a vontade quando tem outro adulto responsável pelas crianças.Nesse domingo não foi diferente,só que teve um momento,sim,exatamente um momento que uma pessoa me chamou,olhei pra trás e ele correu,quando correu,ficou em pé no primeiro banco(aquele tradicional de madeira),dançando,a mulher que estava sentada naquele lugar foi chegando de costas,sentou no banco(provavelmente em cima dele),ele caiu de boca no banco.Eu estava lá atrás,e só o ouvi chorando e ela saindo com ele no colo em direção aos fundos.Corri pra lá,no banheiro,lavamos a boca dele,eu nervosa já,vi meu marido chegando com cara de ódio.Na mesma hora ele sem falar nada pegou o Miguel com a boca ainda sangrando muito,atravessou a igreja e saiu.Exatamente,saiu,foi andando pra rua e só me mandou pegar a bolsa.Meu deixou pra trás,as pessoas me perguntando se ele estava bem,pq estávamos indo embora,se queríamos que alguém o levasse no médico.Eu apenas falei que não precisava,agradeci a preocupação e fui embora rápido,pois meu carinhoso marido tinha me largado pra trás.
Andamos a pé meia hora até chegar em casa(é a distância da igreja p/ nossa casa,mas quase sempre pegamos carona),se não fosse a ignorância dele,iríamos de carro.
Fomos brigando o caminho todo,ele falando que a culpa era minha,que eu sou lerda e deixei ele subir no banco,expliquei o que tinha acontecido,ele de ignorância falava que era culpa minha sim,que eu tinha sido incompetente,e que era pra eu ficar olhando a boca dele e lembrando que a culpa tinha sido minha.
As palavras e a ignorância dele não doiam mais no meu coração do que ver meu bebê com a boquinha tão inchada,roxa e sangrando.
Chegamos em casa,tratei da boca dele e ele só queria mamar(no peito,claro) acham que eu diria não?Jamais!
Ele dormiu de 8h da noite até de manhã.
Graças a Deus,não o atrapalhou de comer,mas eu não conseguia olhar!
No lábio de baixo ficou a marca dos 2 dentinhos de cima,agradeci muito ao Senhor,pois sei que poderia ser pior,ter quebrado os dentinhos,ou cortado mais.
Essa foto tirei hoje,não consegui tirar antes,pois minha câmera estava emprestada.Não ficou numa resolução muito boa,mas dá p/ ver um pouco que ainda está roxo com sangue pisado.
Culpa de quem?Minha consciência tá limpa de que não foi falta de atenção minha..
Graças a Deus está melhorando,secando,e ele tá mais animadinho..

Amo vcs!
Beijos!


Reflita:




Michele Alves
Twitter: michele_saj
Quer um layout personalizado?


VEJA MAIS POSTAGENS

5 comentários

  1. Oi, desculpe, mas não achei seu nome na assinatura do post, rs.

    Posso te falar uma coisa? Não tem nada que me irrite mais do que gente querendo encontrar um culpado para tudo. Poxa vida, já não basta o sentimento de culpa que vive acoplado nas mães, as pessoas ainda tem que reforçar?

    Não quero fazer críticas ao seu marido, peloamor, mas é que sei bem o que você está dizendo. Toda vez que minha filha fica dodói, a vó dela fala: Ah, foi aquele vento que ela tomou, ah, foi pq ela ficou na piscina. Pôxa vida, resfriado não vem por vento ou água, é um vírus que se pega no ar ou em contato com alguém doente. Agora, mesmo que a culpa da gripe fosse um descuido, o tombo a falta de atenção, pra quê buscar culpados? O que isso vai agregar? Nada!

    Você está certa em ficar com a consciência tranquila. Crianças requerem cuidados sim, mas tombos e alguns galinhos fazem parte de seu desenvolvimento. É dolorido vermos eles dodói, mas a gente não tem como evitar tudo.

    Beijo e melhoras ao pequeno!

    ResponderExcluir
  2. amiga sei bemmmmmmmmmmmmm como é, meu marido é um amor, mas se o davi adoecer, cair ou machucar affffffff se transforma em outra pessoa, irritante, chato, incompreensivel, aafffffffffffff
    ele sempre poe a culpa em mim, por mais q eu nem esteja com ele naquele momento e q o davi nao esteja sob meus cuidados, a culpa é minha... afão viu, homens homenssssss

    bjussssssssssss

    ResponderExcluir
  3. Michele, que coisa mais chata heim...
    Sua consciência tem mais é que estar limpa mesmo! Não foi sua culpa, as crianças caem mesmo...
    Quanto ao seu marido, releve, ele pode ter falado tudo aquilo no desespero de ver o filho sangrando, não saber como lidar com a situação...
    Poxa, vcs dois podiam, quem sabe, combinar de revezar para cuidar do Miguel durante o culto, assim vc poderia também pegar um pouco da palavra...
    Amiga, desejo melhoras pro Miguel e td de bom p/ familia.
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Desculpe, mas não vou relevar a atitude do seu marido. Acima de tudo, ele tem que estar AO SEU LADO em todos os momentos, apoiando e sendo seu esteio nos momentos difíceis. E onde estava ELE, quando seu filhote caiu?!!
    O tempo do machismo acabou, se ainda existe homem assim no mundo, é porque a gente deixa.

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi!
    Nossa...tadinho do Miguel, espero que já esteja bem...tadinho. Minha filha uma vez caiu, ia fazer 3 aninhos e um dos dentinhos ficou enteraado da gengiva, ficou super inchado...foi horrível a dor que senti no meu coração por não ter conseguido evitar. Graças a Deus que o meu marido não me culpou, ele estava chegando em casa na hora e ela estava sozinha no quarto quando caiu e bateu com a boca na quina da cama de solteiro.

    Você faz bem em ficar com a consciência tranquila, pois criança cai num piscar de olhos muitas vezes e não dá tempo pra gente impedir.

    Beijinhos e fiquem bem.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!