Comportamento Desabafo

Mães Competitivas...

quinta-feira, março 03, 2011Lauri Sousa


       Existe coisa mais chata do que se encontrar com amigas ou parentes que tem filhos com idades próximas a do seu filho e daí começa aquele papo de “o meu filho é esperto, andou com 10 meses e o seu?”, “meu filho é tão inteligente, já fala... lê e escreve... passou no vestibular... se formou... casou... já é pai... e o seu?” E por aí vai. 
       Entendam, não estou me referindo àquela gostosa troca de experiências entre mães, o que eu também adoro fazer, inclusive com as amigas virtuais.
Uma coisa é ter orgulho do filho e querer compartilhar isto (acho que todas somos assim), outra coisa são as infelizes comparações, que não fazem bem a ninguém.
       O que as pessoas precisam entender é que cada criança tem seu tempo e sua forma de desenvolvimento. Algumas desenvolvem certas habilidades mais rápido que a outra, mas nem por isso ela é melhor que a outra ou mais inteligente.
       Sei que muitas vezes é tão natural falar dos filhos, também sei que muitas mães podem nem perceber que estão sendo chatas com as comparações... Ou será que é proposital e consciente???
       Pior ainda é quando os pais se deixam envolver pelas tais comparações, talvez de tanto ouvi-las, e a comparação acaba partindo deles mesmos: 
"O filho de fulano faz isto ou aquilo e você não, filho".
      Imagina o quanto isto não é  prejudicial ao filho que ouve. Não estou falando de estimulação, que é sempre bem vinda e é muito diferente da comparação com outros.
        As comparações são uma arma para aquele tipo de mãe que se acha sempre melhor que outra mãe, se considera mais informada, mais experiente, mais esforçada... Alguém conhece este tipo de mãe, que por exemplo em uma conversa com você sempre tenta provar de todas as maneiras a excelente mãe que ela é, fazendo comparações, dando conselhos e ridicularizando sua forma de educar ou criar seu filho?
       Não existe um modelo ideal de mãe, não devemos ceder a nenhuma pressão e ser tentadas a nos comparar com outras mães... Cada mãe tem uma história, uma maneira de enxergar as situações, teve uma educação/criação diferente... É preciso então, entender que cada ser humano é único e possui sua individualidade, suas capacidades próprias, e habilidades... Ninguém é igual!
        Eu normalmente sou observadora, e em um bate papo, ao pequeno sinal de que a conversa não está agradando, mudo logo o assunto ou dou um jeitinho de encerrar a conversa que eu tenha começado. Afinal, nem todo mundo gosta das mesmas coisas, dos mesmos assuntos, de falar sobre filhos...

        Em casa sim, babamos por todas as gracinhas que nosso filho faz, não nos cansamos de ver, sorrir e nos alegrar com cada aprendizado, cada fase... Na casa dos avós o sentimento é o mesmo em relação ao neto, mas é preciso entender que nem sempre o assunto agrada ao visinho.

Beijinhos,
Lauri, 

VEJA MAIS POSTAGENS

12 comentários

  1. Lauri, é assim que penso também!
    Isso acontece muito também em família!
    JM é sempre comparado com os outros sobrinhos ainda mais no quesito bagunça! Minha mãe sempre diz: Nossa JM é tão bagunceiro, diferente do fulano e beltrano....kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Já me estressei, agora eu num ligo mais!
    Eu às vezes sou até implicando e respondo "Mas ele é tão esperto ne?"
    E essas mães que ficam fazendo comparação na porta da escola, é a treva!
    Bjsssssssssssssssssssss.

    ResponderExcluir
  2. Tbm não gosto muito de ficar falando o que Gabi faz ou não, deixo ela se mostrar ao mundo o jeitinho dela ser pronto e acabou. Tem mães que ficam tão ansiosas por falar que não esperam nem uma oportunidade, atropelam assuntos que não tem nada a ver. Devemos sim, nos alegrar juntas com cada conquista dos nosos filhos e não ter espírito de competição...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Escrevi sobre isso há alguns dias atrás no meu blog. Achar seu fiho o mais lindo do mundo e ter orgulho é saudável, agora querer interferir no modo como as outras mães criam seus filhos, é chato e as vezes até perigoso

    http://www.eusousuamae.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Lauri!
    Gostei muito do texto e concordo com você.
    Nunca fiz isso e também não gosto de comparações. Cada criança, cada pessoa, é única e tem seu tempo para aprender.
    Beijos amiga e continua na paz!

    ResponderExcluir
  5. Olá Lauri! Parabéns pelo post, conseguiu expressar muitos de meus sentimentos... o duro de tudo isso acontecer é estando em família. E não só no quesito educação dos filhos, mas também no quesito financero da família. Comparações sempre tendem à prejudicar um lado... mas nós mamães não devemos nem fazer nem nos deixar abater por isso... hehehehehe... Beijinhos...

    ResponderExcluir
  6. Eu tbm não me sinto bem com papos assim... Já ouvi muitas coisas, em relação a minha filha... Ah! Ela não tem dente ainda? o do meu filho nasceu com x meses... Eu abmino essas coisas e concordo que cada criança tem seu desenvolvimento natural.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  7. Eu quero dar os parabéns! Este blog é incrível, estou divulgando para todas as pessoas que conheço. Cada texto, fico mais interessada! Quanto a este post, ele é simplesmente perfeito, respeitar as diferenças, cada um tem o seu momento, o seu colorido, e o que seria do mundo se todos fossem iguais?

    Grande beijo,
    Monica Dantas.

    ResponderExcluir
  8. post maraaaaaaaaaaaaa, odeioooooooo as comparações.. deixem meu filho em paz, ele é unico, não tem por q ser melhor ou pior q os outros,... afão
    bjusssssssssss

    ResponderExcluir
  9. Olá Lauri! Concordo com vc. Eu sempre tenho receio das conversas entre mães, pois sei que meu filho tem um motivo para ser comparado, o atraso da fala. Evito ao máximo comentar sobre o assunto, mas, ultimamente, quando ele surge, fico surpresa, pois as mães querem ajudar de alguma maneira, sendo indicando profissionais que talvez possam resolver a situação, ou tentando amenizar o problema, dizendo que muitas crianças demoram a falar, que o filho de alguém conhecido também passou por isso, e por aí vai. Algumas mamães são solidárias, apóiam, e incentivam, felizmente!Bjs e parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
  10. Bom...não tenho filhos AINDA... Mas ouço muitas coisas desse tipo da minha cunhada...principalmente quando ela ainda estava grávida... Acho isso mesquinho...

    Bjks e bom feriado!

    ResponderExcluir
  11. É tão bom ser mãe,é um amor indescritivel...
    Sou nova nesse mundo de blogueiras...rsrsrs .. adorei vc e seu blog e ja estou seguindo! ...bjinhos

    ResponderExcluir
  12. Vejo que muitas de nós passamos por situações semelhantes... Vou visitar o blog de cada uma para conhecer.
    Beijinhos,
    Lauri

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!