Cris Chabes

Viajar com bebê.....Quanta bagagem....Vamos nos mudar?

sábado, março 19, 2011Cris Chabes


Desde que os meninos eram pequenos nós sempre que podíamos viajamos com eles. É claro que não é fácil viajar com crianças pequenas, devido à quantidade de itens importantes que não podemos esquecer: remédios, fraldas, roupas para frio e calor em quantidade mais que suficiente, brinquedos, bonés, protetores e repelentes no caso de uma viagem á praia, kit alimentação básica (leite em pó, sucos, sopinhas, bolachinhas, frutas, etc..) ….isso tudo somente para o bebê e ….tenho certeza de que estou esquecendo alguma coisa….toda viagem eu esqueço!
O porta malas ia mais do que lotado. Meu marido sempre dizia: “estamos saindo de mudança ou de férias?” Até hoje ele fala na hora de arrumarmos as malas, acho que ficou traumatizado rsrsrs.
Lembro-me de uma viagem que fizemos para Monte Sião, uma cidade no interior de São Paulo. Fomos a um hotel fazenda. O Marcelinho tinha 6 anos e o Rafinha apenas alguns meses. Tinha de tudo um pouco naquele porta malas Até bicicleta para um e uma “banheira” para o outro eu levei.
A viagem que deveria levar 4 horas durou 7 horas, pois nos perdemos no caminho. Daí imagina….eu tinha me programado para 4 horas com um bebê dentro do carro e leva quase o dobro….já cheguei lá cansada.
Ainda assim, foram dias maravilhosos, pois como meu marido estava disponível aproveitei para curtir o Marcelinho que andava meio carente com ciúmes do bebê.
Lembro-me de um momento em que meu filho falou: “Mãe porque você está se balançando assim?” ……..Eu estava tão habituada a balançar criança no colo, que me pegava sozinha movendo o corpo de um lado para o outro mesmo quando ele estava no carrinho.

Viajar com bebê não é fácil, mas vale à pena curtir o momento, pois como sempre digo, eles crescem e o que fica é muitas saudades daqueles dias.

VEJA MAIS POSTAGENS

5 comentários

  1. Acho super legal viajar com os filhos, mas eu prometi a mim mesma e ao meu pequenino, que só viajaríamos depois que ele fosse maiorzinho... Tenho uma rotina muito certa com ele em casa, e por nossa infelicidade, pegamos 4 horas de congestionamento na pista... Viajamos 800Km, e ficamos mais 4 horas presos dentro do carro, chovendo e perdidos! NUNCA MAIS!!! ahahahaha... Agora eu só topo viagens de no máximo 2 horas... Assim ele curte tanto o passeio no carro quanto a rotina dele que não muda em nada! Mas que vale a pena, ahhh, tudo vale a pena... e o carro, ahahahaha, é realmente uma mudança!!! Beijos, adorei o post!
    Mariana Notari
    www.mamiimari.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Cris!
    Realmente, viajar com criança é uma mudança...rsrsrs. Agora que a minha já está grandinha até que não é, mas quando ela era bebê, nossa...era muita coisa pra levar...rsrsrs.
    Mas viajar é tudo de bom né amiga?
    Um beijo bem carinhoso pra você!

    ResponderExcluir
  3. Oi Cris, realmente é uma loucura a bagagem. Eu tentava simplificar. Procurava um hotel que tivesse a tal cozinha do bebê e isso já reduzia a preocupação com leite e frutas para a mamadeira. Muitas dessas cozinhas disponibilizam biscoitos maizena também. Eu me certificava antes com o hotel dos ítens disponíveis na cozinha.
    Outra coisa que eu simplificava era a toalha de banho, eu levava aquela no tecido de fralda de pano que é bem grande e fininha, não faz muito volume e colocava dentro da toalha do hotel. E para banheira eu levava uma piscininha inflável que é fácil de dobrar e não ocupa muito espaço.
    Mas o carro ia lotado.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/
    Agora roupas é essa coisa mesmo, roupas para todas as estações. E o kit farmacinha é indispensável.

    ResponderExcluir
  4. Olá Cris!

    Adorei o seu post, muito sincero. Mas se posso dar uma dica lá vai: viajar com criança requer desprendimento. Sim!

    Eu sempre levo o mínimo do necessário do essencial, isso depois de me atrapalhar com itens que nunca precisei e que só pesaram para nós (eu e marido, ás vezes eu soziha).

    Tive vontade de comentar pois eu viajo muito com o meu menino, e aos trancos e barrancos consegui chegar ao nivel certo de bagagem, o que nem sempre é o ideal para os meios de transporte.

    Hoje em dia afirmo com toda a certeza de que viajar com bebe ou criança é muito simples, basta se programar com muita antecedencia e tentar prever o que pode dar errado (no meu caso é a dermatite atópica do meu filhote).

    Só carrego pomadas, anti-alérgico para qualquer emergencia, fraldas e duas trocas de roupas para qualquer lugar do mundo.

    Sempre deu certo, e ás vezes me pego com muita frustração por ter carregado quase uma casa quando na verdade não precisei usar quase nada. Por vezes apenas duas fraldinhas e 8 lencinhos umedecidos.

    E sobre atrasos, uma certa vez fiz uma viagem que duraria 5 horas (ida), com restrições de certo País acabamos levando 18 horas no total. Quase enlouqueci neste dia!

    Muito boa essa nossa troca de mães, aprendi em blogs sobre viagens com filhos a chegar em um nivel tolerável sobre o que transportar.

    Um dia viro craque :)

    Beijocas,
    Aninha.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!