Educação de filhos filhos

Meu filho? Festa julina?

domingo, julho 17, 2011Recanto das Mamães Blogueiras


Oi,amores.
Essa época do ano,acho muito complicada para nós cristãos.
Por esses dias,passei por um dilema.
Chegou o famoso bilhetinho da agenda do meu filho avisando da festa,mas sem muitos detalhes.Eu e meu marido conversamos e chegamos á conclusão de que o Miguel não iria participar da festa (pois provavelmente seria junina) e o levaríamos pra passear.
Porém,depois fomos comunicados de que a festa seria country e que a música que eles dançariam seria sertaneja (menos mal,rs).Conversamos e decidimos que deixaríamos ele dançar.
No dia anterior,veio o bilhetinho de como seria a roupa,de caipira.E agora?Como cancelar tudo?
Como dizer a ele que ele não vai mais dançar.Eu sinceramente não tive coragem de fazer isso.Ele amou a roupa com chapéu que ele ganhou,decorou a música,amooou ficar de bigode (aliás,até de mais,mesmo depois da festa ñ queria tirar o bigode,rsrs).
Sim,deixamos ele participar.
Será que agi errado?
Como deveria ter agido?
O que vocês acham?
 


 
Mamãe e Miguel.

 
 Papai e Miguel.
Reflita!


Michele Alves
Twitter: michele_saj
Quer um layout personalizado?

VEJA MAIS POSTAGENS

10 comentários

  1. A festa é "julina" dissociada de alguma comemoração religiosa contrária a sua fé e a fé do seu filho.
    Então nesse caso, não acredito que tenha sido erro ter permitido que seu filho participasse. Explicando direitinho para ele qual o significado da festa que ele participou com o passar dos anos, quando ele compreender a diferença já é o bastante para que ele guarde o que foi ensinado nessa permissão.

    ResponderExcluir
  2. É uma situação complicada né...
    Pricnipalmente nessa idade!Mas acho que tudo vai da questão da doutrina da sua igreja e principalmente do seu coração...
    Se hoje as igrejas evangélicas fazem o arraiá gospelpra mim não há diferença alguma em ver seu filho na festinha da escolinha...

    ResponderExcluir
  3. Engraçado que a minha preocupação na festa da Sophia foi de ser uma festa country, com música sertaneja e não teve nada de festa junina!
    Mas entendo seu dilema, e penso o seguinte: as escolas adotaram o calendário de feriados cristãos como base de muitas de suas atividades e agora tentam desvincular um pouco, já que ficou claro que existe mais que a religião cristã, apesar dela ser maioria em nosso país. Mas infelizmente, na maioria das escolas, fazem a festa por fazer e poucas cuidam do que é a comemoração em si, exatamente para sair do caráter religiosa. Por esse lado, eu não me preocuparia tanto.
    Beijos e bom domingo.
    Aretusa, mamãe da Doce SOphia

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Michele, hoje as festas juninas ou julinas não como as de antigamente, onde se comemorava realmente o sentido dela. Hoje é mais por tradição, onde comemos comidinhas tipícas, mas, que podeiamos comer em qualquer outra data, brincadeiras que ele se for em um parque de diversão poderá brincar também.
    Penso que para ele tudo foi festa, como uma festa de aniversário, ou uma festa da primaveira. O que vale e o que você passa a ele. Sou professora e sei para a criança o quanto é ruim, ver os amigos ensaiando, brincando, comentando e ele fora dessa aventura.
    Não se sinta culpada ou fique se questionando por terem ido. Penso também, que você fez o certo sim e quando ele crescer e entender melhor a doutrina de sua igreja, você poderá ensiná-lo quanto as festas dessa época do ano!

    Forte abraço

    Roberta

    http://meupequenoanjinho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Michele! Eu também sou cristã. Olha, eu acho que você agiu certo sim. Até porque como já disseram aqui, a festa já não tem mais nada de religiosa, é só folclore mesmo. E também o que vale é a intenção do coração. Não se participa na intenção de adorar santo, mas de brincar, se divertir, dançar. Como a Roberta falou, é muito triste para a criança ver os coleguinhas participando e ele não poder. Acho que isso tem um impacto muito negativo na criança. Na minha infância, tinha uma coleguinha que era proibida de participar dessas festas...mas ela participava escondida dos pais. Você fez muito bem! Fique tranquila!
    Bjs

    www.alicinha-reflexoes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá! Bom dia!!! Acredito que a decisão de ir ou não na festa julina deveria ser a menor de suas preocupações hoje em dia. Um bom diálogo, guiando sua boca através da palavra de Deus, uma boa explicação e o convívio de exemplo diário com o seu filho é o que mais pesa. E antes de mais nada, a exposição está aí, dia-a-dia, seja ela através da festinha, da TV, da internet, das placas, de tudo, e o Miguel conviverá com tudo isso, basta vc, como mãe, educá-lo com nosso Senhor, que ele estará seguro! Beijocas e um domingo iluminado!
    www.mamiimari.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá Michele
    Gostei muito da iniciativa de falar sobre esse assunto neste post
    Não havia pensado que seria um tema para tantas opiniões diferentes.
    Primeiro, as festas juninas (que são realizadas em comemoração ao aniversário de três santos - Santo Antônio, São Pedro e São João) fazem parte do calendário cristão e como tal são comemorados pelas igrejas católicas.
    Independente do lado religioso são festas que tem um significado folclórico (folclore = cultura popular) e comemoram a cultura tipica de uma região e de um povo (comida, danças, roupas, músicas, etc..)
    Como professora, sempre oriento os pais a respeitarem a opinião de seus filhos (eles devem decidir se querem ou não participar da dança) pois são eles que vão dançar e não seus pais (por mais orgulhosos que esses fiquem).
    Como mãe, sempre respeitei meus filhos em suas decisões, mesmo quando pequenos. Se eles queriam ou não dançar a vontade era deles e não minha.
    Você tomou a decisão correta.
    Seu filho faz parte do grupo de amigos na escola e você respeitou a vontade dele.Conforme for crescendo seu filho entenderá o significado das festas e tomará decisões acertadas.
    Um grande beijo
    Cris Chabes

    ResponderExcluir
  8. Michele, eu não vejo problema com isso, pois eles são crianças e estão lá pra brincar...eles nem sabem que existe um cunho religioso na festa junina. Eu não vejo problema nisso...bjus!

    ResponderExcluir
  9. Mi, teu menino estava uma graça!!! rsrsrs. Não esquenta, ele brincou e se divertiu muito.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  10. Sabe que eu mesma demorei muitos anos para concluir que as festas juninas têm um cunho religioso na sua origem?
    Deve ser bom reforçar na criança o aspecto folclórico e lúdico dessas festas.
    Há igrejas cristãs que fazem nessa época a festa do milho, utilizando apenas a recreação do espírito das festas do período.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!