antibióticos filhos

Precaução ou exagero?

domingo, julho 31, 2011Recanto das Mamães Blogueiras

Oi,amores!
Há 2 dias meu filho,Miguel está gripadinho e com febre!
Pra começar isso já acaba com a gente que é pai e mãe,né?
Aliás,pais de primeira viagem.
Esse é o assunto do meu post de hoje.
Assim que percebemos que o nariz está começando a escorrer, o papai corre logo pra colocar meias no Miguel. Porém, Qualquer pessoa mais experiente da família chega, fala logo pra tirar as meias dele,que não tem necessidade,que tá calor, que não tem muda em nada na febre,enfim que é um tremendo exagero.Mas o papai acredita sim,que as meias protegem,até porque,o Miguel não fica de chinelo.
Por outro lado,quando a febre persiste, essas pessoas experientes,mandam logo eu levá-lo no pediatra,porém, o papai acha que não tem necessidade porque é só uma gripe,ele compra antibiótico (até porque sempre que levamos nesse caso eles passam esse antibiótico!) e fazemos o tratamento em casa.
É complicado porque a gente quer tratar,quer proteger, mas talvez o que achamos certo,não seja.
Até onde podemos tratar em casa?Até onde podemos precaver piorar uma gripe?
Devemos seguir o conselho dos mais experientes ou acreditar na nossa preocupação de pais?
Qual perigo que pode acarretar do tratamento em casa?



Definição da Gripe

Gripe é uma doença causada por um vírus chamado Vírus Influenza que geralmente é transportado pelo ar frio e atinge as vias aéreas das pessoas através da respiração.




Tratamento
Não há tratamento eficaz para as doenças virais, incluindo a gripe. Há medicamentos que dificultam a progressão do vírus e ajudam a diminuir os sintomas e as complicações da gripe (ou de outras doenças virais). 

Fazendo parte do tratamento deve-se administrar bastante líquido e medicamentos sintomáticos (para diminuir os sintomas), especialmente a febre e as dores musculares, de cabeça e de garganta. Atividades físicas devem ser evitadas tanto quanto possível durante o período da doença.Quando uma pessoa supostamente está com gripe há necessidade de um diagnóstico correto e o tratamento adequado para evitar complicações. Se estas aparecerem o tratamento é imperioso, pois já vimos, que as complicações podem ser fatais.


Sobre o tratamento com antibióticos: aqui.
Beijos!

Michele Alves
contato: michele-saj@hotmail.com
Quer um layout personalizado?

VEJA MAIS POSTAGENS

9 comentários

  1. Oi MI!
    Legal você abordar esse assunto.

    É meio complicado às vezes, pois podemos ou não estar com a razão.
    Eu confesso que umas duas vezes tentamos aqui em casa, por conta própria medicar, não com antibióticos, mas com remedinhos que a pediatra passava sempre; porém uma vez chegamos no consultório e ela nos deu a maior bronca quando soube que estávamos medicando ela.

    Agora fazemos o seguinte, quando percebemos que é um resfriado, ou gripe não muito forte, damos muita água, chás, e pra febre um remedinho que a pediatra nos autorizou a dar. Mas se a febre não passa ou tem uma tosse persistente, ou ainda está com o peito com muito congestionado, já levamos na pediatra.

    Pra quem tem plano de saúde é mais fácil ir a qualquer hora numa clínica, o problema é quem depende do SUS. Ficar horas esperando com uma criança doente, desanima. Aqui onde moro tem das 18:00hs até às 22:00hs o atendimento de emergência nos postinhos, isso facilita, pois não é necessário levar no hospital, a menos que o médico do postinho encaminhe. Caso contrário eles que estão de plantão já resolvem.

    Eu desejo melhoras pro Miguel, que ele fique bem logo, pois eles ficam tão caidinhos quando estão com febre.

    Beijinhos querida e uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  2. Eu sou contra o uso de antibióticos sem necessidade... primeiro q o uso deles deve ser feito diante de uma infecção... e geralmente gripe é vírus que deve ser tratado com antigripais comuns... mas em casos de sinusite e infecção de garganta eu sou a favor... há estudos sérios sobre o uso indevido de antibióticos e seus males no organismo a longo prazo...
    Eu tive sinusite e por anos usei antibióticos e sou contra o uso desnecessário dos mesmos...

    Melhor remédio para gripe é ingestão dos liquidos, um antifebril e inalação (nebulização com soro... uma médica chegou a me indicar colocar 4 gotas de afrin na inalação e foi tiro q queda!) o resto é paciencia pq o ciclo da gripe dura de 4 a 20 dias...
    Bjs
    Amanda

    ResponderExcluir
  3. Como mãe de primeira viagem também, já percebi que devemos confiar mais no nosso felling, na maioria estamos certas. E, no caso de dúvida, ligar para o pediatra é uma boa escolha.

    ResponderExcluir
  4. Eu não dou NADA em casa por conta própria, sou muito medrosa, qualquer coisinha lá vou eu enfrentar a fila no posto de saúde do SUS, fico o dia todo na fila se for preciso, mas só dou medicação passando por um médico, medicação em casa por conta própria nem pensar.
    Não tenho nada contra quem faz isso, eu é que sou medrosa mesmo.
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Aqui em casa não usamos antibióticos, os tratamentos são a base de homeopatia e funcionam muito bem. Quando o meu Miguel(lindo nome dos nossos filhos né?hehehe) fica gripadinho eu mesmo medico com o remedinho que o homeopata já preescreveu e autorizou a dar, quase nunca ele tem febre, as vezes que ele teve foi por conta dos dentinho e da catapora, então sabíamos o que fazer.
    Mas eu sou a favor de quando a febre persiste por uns dois dias levá-lo ao médico sim, pois pode ser alguma infecção na garganta, ouvido e só o médico saberá informar.
    Melhoras pro Miguelzinho.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá Michele,
    O Breno está com 1 ano e meio, desde que parei de amamentá-lo há 8 meses toumou antibiótico umas 5x, achei muito e procurei o tratamento homeopata. A médica homeopata é bem tranquila se necesário utiliza-se dos medicamento alopatas também... Sempre ouço dizer que o uso de antibióticos em excesso não faz bem, então procuro utilizá-los somente em último caso, após consulta médica... quando vejo que está inciando-se uma "virose" faço muitas inalações, e se tiver febre medico com o paracetamol.
    Realmente ver os filho doentes acaba com qualquer um, dá vontade de apertá-los até que o vírus, dor, qualquer coisa que o esteja importunando seja transferido ao nosso corpo hiper resistente de "super mãe"...rsrsr

    bjs e melhoao para o Miguel

    Fabiana Araújo
    www.brenohenrique.com

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Também acho que o tratamento ideal deve ser indicado pelo médico, mas uma meiazinha no pé não vai ajudar ou atrapalhar, afinal de contas pé no chão não é bom mesmo!...e antibiótico está proibido vender sem prescrição médica há alguns dias já...
    beijos e me visitem...
    http://coisasdegravidas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Nunca gostei de ninguém "palpitando" se devo ou não colocar meia, blusa, ou qualquer outra coisas em relação ao meu filho, acho que ninguém conhece melhor o filho que os pais.

    Mas como além de mãe tb sou profissional da área da saúde não posso concordar com tratamento antibiótico sem a consulta médica. Isso pq como vc mesma disse a gripe é causada por vírus, e o antibiótico é usado contra bactérias. Se usado indevidamente pode sim prejudicar a criança e levar às bactérias multi-resistentes. Por isso da proibição da venda de antibióticos com receita médica.

    Então sempre vá a um médico, só ele é apto para saber se a criança está com uma gripe (viral) ou uma infecção que justificaria o uso do antibiótico.

    Bjos

    Elaina Furlan
    http://www.vidademae.net/

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!