relacionamento separação

Filhos de pais separados

sábado, outubro 22, 2011Cris Chabes

imagens do google

Quando tinha 15 anos meus pais se separaram. Isso foi há 32 anos atrás em uma época que não havia sido promulgado o divorcio e as mulheres "desquitadas" eram vistas com certo preconceito.
Lembro-me que algumas amigas na escola disseram que suas mães as proibiram de falar comigo, visto que agora minha mãe era uma "desquitada". 
Mas os tempos mudaram e as mulheres que antes sofriam caladas os mandos e desmandos dos maridos puderam reconhecer seus direitos e enfrentar o mundo com dignidade.
Uma coisa no entanto parece não ter mudado muito.....o sentimento dos filhos no momento da separação. Por mais que ter "dois papais" ou "duas mamães" seja natural hoje em dia, os filhos ainda tem dificuldade para lidar com determinados sentimentos, como por exemplo: "Será que meus pais ainda me amam?" ou "Será que a culpa foi minha?" Já ouvi relatos de adolescentes e até de adultos que pensaram da mesma forma diante da separação dos pais e percebo que algumas crianças ainda enfrentam esses conflitos hoje em dia.
Sou professora e todos os anos escuta a conversa, quase sempre da mãe, pedindo que observe o comportamento de seu filho, pois o casal está enfrentando uma separação.
imagens do google
Sei que esses sentimentos passam com o tempo, mas é preciso muita atenção, carinho e compreensão com a criança que ainda não entende esses conflitos familiares. Tudo volta ao normal com o tempo, mas é preciso coragem e muito amor para lidar com os filhos diante de uma separação conjugal.
Pesquisei e encontrei um artigo interessante abordando o assunto a apontando que cada idade tem uma reação. Leia em Crescer
Um grande beijo
Cris Chabes

VEJA MAIS POSTAGENS

9 comentários

  1. Pura reflexão seu texto. Quando eu era pequena meus pais se separaram eu já tinha 10 anos e entendia um pouco mais do que meu irmão de 6 anos na época. Mas é muito difícil de explicar o que se passou na minha cabeça. Mas eu sei que culpa foi uma das coisas que não só passou mas que ficou na minha cabeça. Volta e meia eu pensava que a culpa era minha.
    Enfim... Amei o post

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Cris!
    Como sempre você trazendo ótimos textos.
    Essa questão não é fácil mesmo. O tempo muda, mas não adianta vir a modernidade, pois tem coisas que são o alicerce e na cabeça de qualquer criança a separação nunca vai ser algo fácil pra assimilar.
    Podem com o tempo superar, como aconteceu com vc, com a mamãe que comentou acima, e com milhares de outras, mas leva um tempo.
    Beijos e fique na paz!

    ResponderExcluir
  3. cris, meus pais tb se separaram quando eu tinha 9 anos, foi barraaaaa....ate hoje sinto muito isso....sempre acho q certas coisas poderiam nao ter acontecido se estivessem juntos...por isso quando a coisa fica feia aqui em casa, sempre penso no Davi primeiro..pois quem mais sofre são os filhos bjusss

    ResponderExcluir
  4. Muito bom...
    Meus pais se separaram quando eu tinha 3 anos e minha vida escolar teria sido mais dificil se eu não tivesse visto muita coisa com olhos de criança. Muitas mães de amigas minhas nao gostavam muito que elas fossem à minha casa pois achavam que filha sem pai é filha sem caminho certo, sem carater. Com o tempo as pessoas percebem e amaducerem, felizmente.
    Grande beijao!

    ResponderExcluir
  5. A situação continua sendo difícil, embora as separações hoje sejam aceitas pela sociedade.
    Meu neto, por exemplo, mora comigo e tem ainda que conviver com a mãe e a nova família dela e o pai e a família dele.
    Realmente é delicada a situação até que a criança consiga lidar com tudo isso e exige às vezes um acompanhamento psicológico.
    Abraço da
    Celina

    ResponderExcluir
  6. A situação continua sendo difícil, embora as separações hoje sejam aceitas pela sociedade.
    Meu neto, por exemplo, mora comigo e tem ainda que conviver com a mãe e a nova família dela e o pai e a família dele.
    Realmente é delicada a situação até que a criança consiga lidar com tudo isso e exige às vezes um acompanhamento psicológico.
    Abraço da
    Celina

    ResponderExcluir
  7. Cris, é assim mesmo... na escola sempre ouço: "Esse aluno tem os pais separados" ou "Os pais desse aluno estão se separando".
    Temos um olhar diferenciado qto à esses alunos, pois muito pais ao se separarem, separam dos filhos ou os colocam em uma guerra, não é verdade?
    Qto a mim, tive pais "juntos" até que o Papai do Céu levou meu pai qdo eu tinha 18 anos. Foi terrível!
    Tenho um irmão que é separado, casou de novo e pensa em se separar novamente. Penso que hoje, pela facilidade em se casar e se separar e tb pela aceitação da sociedade, o casamente tem se tornado a cada dia mais banalizado por muitas pessoas.
    Beijos querida e muitas saudades....
    Genis ♥

    ResponderExcluir
  8. Este assunto e dificii porque quem mesmo sente são os filhos... cris

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito do post Cris!
    Realmente as crianças sofrem muito com a separação dos pais, é preciso que eles tenham paciência e sabedoria para ajuda-los nessa fase...
    um beijo

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!