Colaboradora Educação de filhos

Pensamentos a mil...

quarta-feira, janeiro 25, 2012Recanto das Mamães Blogueiras

Arquivo Pessoal

Por Elaine Dacoregio, do blog Meus filhos, meu maior presente


Depois de uma longa noite mal dormida, comecei a pensar e repensar muitas coisas a respeito da incansável tarefa de ser mãe.
Como já mencionei, sou mãe em dose dupla, tenho uma menina de 10 anos e um menino de 1 aninho, ou seja, dois extremos, enquanto uma está quase entrando na adolescência, o outro, mal começou a dar os primeiros passos. 
Essa diferença de idade por um lado é muito boa, minha filha me ajuda muito nos cuidados com o maninho, coisas como olhar ele enquanto eu tomo um banho (sempre apressada, é claro), pegar uma fralda, encontrar o bico, distraí-lo enquanto eu faço algum serviço doméstico, essas coisas. Mas, também tem seu lado um pouco complicado, às vezes não sei bem quem tem 1 aninho, os dois disputam minha atenção o tempo todo, agora com o pai viajando então, nem se fala, o mais novo sempre quer o que a mana tem nas mãos e, apesar da pouca idade, já sabe muito bem disputar o que quer.
Então essa diferença de idade entre os dois, me faz passar por situações delicadas e desafiadoras ao mesmo tempo, enquanto uma é “totalmente” independente: toma banho sozinha, come sozinha, lê inúmeros livros (adora ler), fala ao telefone, mexe no computador como um adulto (ou até melhor), se preocupa com o futuro, gosta de economizar a mesada, é antenada com a tecnologia; o outro, é totalmente dependente de mim.  Num mesmo dia tenho que conversar sobre menstruação, absorvente e gravidez e ao mesmo tempo,  trocar inúmeras fraldas, dar mamadeira,  fazer dormir, dar banho, comida na hora certa, essas coisas....
E eu, como cristã que sou, peço muito a Deus que me ilumine nessas horas, me ensine, me dê sabedoria para lidar com situações tão desafiadoras. Mas, de uma coisa eu tenho absoluta certeza, filhos a gente ensina dando o exemplo, porque a  tarefa de ser mãe, vai muito além de ensinar nossos filhos a comer e a beber sozinhos,  tomar banho, lavar as mãos, usar o banheiro,  escovar os dentes, os cabelos, ter uma alimentação balanceada, andar de bicicleta, de patins, jogar bola, dormir na hora certa, estudar, fazer tarefas, praticar esportes,  obedecer, amar, respeitar, ser honesto....a lista é interminável.
Quantas e quantas vezes vi minha filha repetir meus gestos, minhas palavras, ter a mesma atitude que eu tive diante de uma determinada  situação, chega a ser engraçado e, muitas e muitas vezes, a gente conversa sobre nossas atitudes, porque eu não acerto sempre não, então, paro tudo e tento explicar para ela a maneira correta de agir.
   Mas o que me consola é que eu vejo nela uma criança adorável, amiga, companheira, obediente, honesta, que se preocupa muito com o próximo, ama a família com tanta intensidade, é capaz de abrir mão de algo que quer muito para agradar alguém, é líder por natureza, fala pelos cotovelos, mas, também sabe ficar calada na hora certa...  hum,  acho que essa noite posso deitar minha cabeça no travesseiro e descansar com a certeza de que  estamos dando um bom exemplo para nossos filhos.  Obrigada Senhor!

Elaine por Elaine: " Sou mãe em tempo integral, essa foi a minha escolha e é o meu maior projeto de vida. Sou casada, amada, admirada e paparicada por meu esposo Mauricio que eu amo de paixão, enfim, resumindo tudo isso: me considero feliz e realizada "pra caramba"!

Assim como a Elaine, você também pode participar deste espaço como colaboradora, basta enviar um email para recantodasmamaes@yahoo.com.br . 
Nós publicaremos seu texto com o maior prazer.

Equipe Recanto

VEJA MAIS POSTAGENS

8 comentários

  1. Lindo o post da Elaine.
    Também sou cristã e peço sempre a Deus sabedoria, porque pré-adolescência não é fácil!!
    É também já reparei que a Ingrid já repetiu gestos meus e vejo que devemos da sempre o exemplo!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Mesmo JM tão pequenino tb já vejo nele por vezes, repetindo minhas atitudes...
    Conheço uma pessoa que tb teve dois filhos com a diferença de idade igual os seus, só que em relação a ela, faz o filho mais velho de "escravo". O menino fica por conta de cuidar da menina e nem tem vida mais! É acordar, ir pra escola e qdo chega passa o dia, a noite e fins de semana, cuidando da irmã pra mãe ficar de boa. É muito triste isso.
    Bonita sua preocupação qto à educação de seus filhos.
    Bjus, Genis ♥

    ResponderExcluir
  3. Olá Elaine!
    A diferença de idade tão grande realmente gera inúmeros desafios, mas vejo que você tem, com a graça de Deus, conseguido atingir seus objetivos.
    Precisamos é verdade, sempre ter em mente que eles se espelham em nós, por isso é que o nosso exemplo é tão importante.
    Beijos e obrigado por enviar mais um texto tão bonito pro Recanto.

    ResponderExcluir
  4. Deve ser gostoso e nada fácil essa diferença da idade mesmo, e a adolescência é uma fase bem complicada, que bom que ela te ajuda !! bjos

    http://maeefeliz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, passeando pela blogosfera, achei seu blog! Adorei ele e já virei seguidora! =]

    Te convido para conhecer meu blog tbm...

    Star Fashion!!!
    http://simararosado.blogspot.com/

    Sera ótimo se vc quiser seguir o meu tbm... =] hehe

    Te espero lá!!!!

    BeeeeijO!

    ResponderExcluir
  6. Admiro muito as mulheres que nos dias de hoje têm coragem para fazer da maternidade seu projeto de vida, não tenho dúvidas de que esse já era o plano inicial de Deus e que os benefícios da dedicação da mãe na educação dos filhos são eternos. Que Deus me abençoe no meu projeto inicial que é a gravidez e que me permita também ser um testemunho vivo aos meus pequenos.
    http://gravidinhadasilva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. LIndo o post da Eliane. Também tenho uma diferença grande de idade entre as minhas filhas e entre eu com as minhas irmãs.
    Me deliciei no relato da Eliane.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Elaine, parabéns por mais um texto lindo! Seja bem vinda sempre...
    beijos

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!