Educação de filhos

Mãe pedagogicamente correta. Você é?

segunda-feira, fevereiro 13, 2012Recanto das Mamães Blogueiras

Por Nádia.

Você é daquelas que só oferece ao seu filho livros com mensagens educativas?
Xuxa está vetada do seu vocabulário - e do seu aparelho de som?
Proíbe de ver Big Brother Brasil, mesmo que o piá não entenda bulhufas?
É fã de Vila Sésamo, Cocoricó e Palavra Cantada?
Ensina seu filho a reciclar lixo, a não comer gordura trans e como salvar o planeta?
Só mostra cantigas de roda e musiquinhas inocentes para o seu filho como "Cai Cai Balão" e "Brilha Brilha Estrelinha" e surta só de imaginar ele cantando "Ai se eu te pego, ai, ai"?

Parabéns! Você é uma mãe pedagogicamente correta.
O que isso significa? Que talvez você seja um pouco chata, mas está correta nas suas atitudes. Nunca é demais ser chata quando se trata de educação dos filhos. Por mais que você reme, reme, parece que sempre vai ser derrotada pelos inimigos maus hábitos, doces fora de hora, manhas persistentes e patatipatatá. É bom ter uma gordurinha, nesses casos.

E para isso, nada melhor do que sempre optar sempre pelo lado certinho da força. Não abusar muito da sorte, saca? Mas cada um tem seu limite, claro. Eu, por exemplo, posso levar o Leonardo para jantar e chegar em casa às 23h, mas quando ele chega, vai dormir na cama dele.  Também deixo tomar Coca-Cola e comer doce em festas, mas em casa, necas.
Uma coisa "flexível, mas não tanto".


Extraído daqui.

VEJA MAIS POSTAGENS

24 comentários

  1. Não me acho pedagogicamente correta não, apesar dos outros acharem, abro várias exceções, como comer um docinho em casa( eu amo), dormir na minha cama(coisas que pra certas pessoas é extremamente errado, mas para minha família funciona perfeitamente bem).
    Mas em relação a desenhos e músicas sou bem chato mesmoooooo.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. nossaaaa sou totalmente incorreta...rsrsrs
    davi toda refri todos os dias, mas come muita fruta, dorme na minha cama, e todos adoramossss, assiste e ouve tudo que for "dito" q é para crianças... assiste desenho ate a hora de dormir... e nao vejo nenhum mal nisso, mas ele é uma criança muito carinhosa, esperta, atenciosa, e ja sabe os valores, como compartilhar, doar e se doar,,,

    ResponderExcluir
  3. Bem, eu cresci vendo Xuxa, fui ao programa dela e tudo o mais que tinha direito! Fui Paquita cover da minha cidade e tals...rsrs

    Qto ao JM, ele assiste desenhos legais, evito dar lanches e frituras e aqui em casa não entra BBB, muito antes dele nascer!

    Me considero pedagogicamente correta e enqto ele não sabe fazer as melhores escolhas sozinho, vou escolhendo pra ele!

    Bjus!

    ResponderExcluir
  4. E adoramos Patati Patatá!!! hauhauhaua

    ResponderExcluir
  5. Lá em casa o meu marido vive dizendo que sou chata, mas eu sei que quando o filho fica doente sobra é para a mãe... não gosto que minha filha assista outros canais de tv, não dou refrigerante... enfim.. amei a matéria.

    ResponderExcluir
  6. A minha filha aprendeu a cantar ai se eu te pego na lingua dela... "ai ai ai ai"... E eu e o papai detestamos essa música..hahaha

    Tem coisas que eles aprendem sem a gente ensinar...

    Agora posso confessar... Amo BBB... Fazer o que? Todos tem um defeito, né...

    Mas espero saber ensiná-la a escolher o que trará bons frutos...
    Agora refri e doce nem pensar por enquanto...

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá mammães!
    Passei pra dizer q tem selinho pro blog lá no meu cantinho...
    Não sou totalmente correta,mas tento fazer o melhor pras minhas filhas nas situações q aparecem.
    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    não sou pedagogicamente correta, não. Prefiro ser pedagogicamente saudável, politicamente saudável. Eu acho que rola um exagero na cobrança do que é correto. Correto, para mim, é estar dentro dos meus valores (que variam de acordo com a cultura, religião, experiências, origens familiares e muito mais).
    Procuro fazer o meu melhor para que as minhas filhas sejam felizes, saudáveis com equilíbrio entre físico e emocional, e que saibam que é importante ter flexibilidade e respeito aos valores diferentes dos nossos.
    Esse post abre portas para um ótimo debate. Adorei.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Há mais que pensam que limites são na verdade punições para os filhos.
    Limite sempre será algo bom, ainda mais quando investimos em sua educação.

    ResponderExcluir
  10. Acabei de descobrir que sou quase uma mãe pedagogicamente correta. Quase, rs.

    Gostei do post

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi Nádia, perdi seu e-mail e vi hoje que voltou com seu blog e tb não achei como comentar por lá, então vim aqui pra entrar em contato com você. Amei que tenha voltado! Eu tb já me perguntei milhares de vezes se devo fechar meu blog pq hj ninguém quer saber de comentar e muitos nem leêm mas pelo mesmo motivo que vc pra registrar nossos momentos é que não me desfaço dele. Pensei tb em fechá-lo só pra mim + tenho alguns amigos e familiares que sempre entram lá então vou levando em frente. E agora comentando este post, acabo de descobrir que sou uma mãe pedagogicamente correta, yes! Nunca vi por este lado, sempre me preocupei em preservar a inocência das minhas filhas e educá-las conforme a vontade de Deus e assim torneime uma mãe pedagogicamente correta! Beijinhos minha linda!
    Espero muitos posts seus.
    www.nadiamotta.com

    ResponderExcluir
  12. Ótimo texto! Aqui em casa a gente ainda tá aprendendo sobre o que deve e o que não deve fazer parte da rotina do Davi.
    Abraços Paternos!

    ResponderExcluir
  13. Eu! Sou exigente porque quero o melhor para a minha filha. Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Já diz o ditado:tudo demais sobra... Sou chata mas sou meio termo. Eu mesma não gosto muito de doces e refri, odeio big brother. Mas não podemos proibir de tudo senão ao mesmo tempo estamos atiçando a curiosidade de porque não pode??? Gostei do seu texto. cris

    ResponderExcluir
  15. Venho lhe desejar uma linda semana coberta de muita paz e amor!
    Sua presença é muito importante em meu cantinho, por esta razão veio lhe agradecer o seu carinho de sua amável visita sempre.
    Assim que poder acesse o link
    http://www.mariaalicecerqueira.com/2012/01/degustacao-do-livro-vida-nossa-de-cada.html
    e leia a degustação do meu próximo livro! Vida nossa de cada dia!
    Obrigada de todo o coração!
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  16. Criar esses abito já antes do Luiz nascer, acho corretisimo isso ai também.

    ResponderExcluir
  17. Genis Paquita?
    Ahhhhhhhhh queria ver isso.
    Eu ainda não tenho um conceito formado sobre isso.
    Estou aprendendo ainda a lidar com certas situações.
    Mas não vejo mal nenhum deixar um pouco de vídeos para crianças.
    Vamos aprendendo algumas tecnicas ao longo do caminho e lendo muito pra tentar seu uma boa mãe, talves não tão pedagógica assim mas no caminho.
    Bjks

    ResponderExcluir
  18. Hummm, é a minha cara essa mãe, mas não sou só eu, meu maridex compartilha comigo das mesmas opiniões.
    Meus filhos não assistem novelas, jornais, não acessam sozinhos computadores, não tomam refrigerantes, mas... brincam muito, dão muitas risadas, pulam, cantam, são carinhosos, espertos e saudáveis. Queremos que eles sejam simplesmente crianças!
    Beijo,
    Roberta "Mimi", mãe dos gêmeos Rute e Miguel

    ResponderExcluir
  19. Não sei se sou, mais tento, ak tem refri mais só nos fins de semanas e festinhas, palavra de ordem é reciclagem , na tv canal da cultura, e no rádio, ai esse vc me pega pq gosto de ouvir a rádio normal e eles escutam vários tipos de musica, cada mãe é cada mãe né, bjks.

    ResponderExcluir
  20. Acho que tudo o que pende para o exagero não é saudável. Com a minha filha tentamos negociar sempre (ela acabou da completar 4 anos).

    Em relação à alimentação combinamos que tem que almoçar direitinho para ter direito à sobremesa. Mas, se um dia ou outro estiver indisposta para "comidinha de fogão" tento trocar por um sanduíche natural com alface e cenoura, até pq às vezes EU estou sem apetite para almoçar. Mas isso é muito de vez em quando. Final de semana rola refrigerante e mesmo MacDonalds, mas no horário do lanche pra não substituir refeições.

    Também procuro respeitar o gosto musical, porque eu tenho o meu e ela está formando o dela, que também tem que ser respeitado. Daí eu ofereço tudo o que acho legal pra ela, como Adriana PArtimpim, Palavra Cantada, Sítio do Pica Pau, etc, mas se ela quiser ouvir/ver Xuxa ou Patati preciso respeitar ( respeito dentro dos limites do que é apropriado para a idade dela, claro). Dia desses quase desmaio quando a vi cantando "ai, ai se eu te pego" mas segurei a onda e ofereci mais opções legais.

    A separação de produtos para reciclar é um hábito desde sempre, então ela já nasceu vendo e incorporou também.

    Acho que o importante é sempre oferecer boas opções. Talvez elas vençam as "ameaças externas", rsrs. Ser radical e proibir nao funciona, porque não gera aprendizagem e conscientização e quando estiverem longe dos nossos olhares poderão curtir o proibido e sem nenhuma orientação.

    Sempre na base do diálogo e respeito, fico feliz em colher os frutos quando a vejo preferir suco a refri, ou pedindo para assistir Palavra Cantada.

    ResponderExcluir
  21. acho que não pode ser 8 nem 80. Ser politicamente correta como no texto é um exagero. De vez enquando tem que liberar um pouco. O importante é saber educar, e isso é ensinar o filho a saber respeitar, obedecer e ser educado. O resto, vem como consequência.
    andrea, mamãe da manu e da mari
    manias de ser mãe.blogspot

    ResponderExcluir
  22. @Andréia Sales
    Sim, amiga! Paquita!
    Dançava em festinhas e tudo o mais! E levo jeito pra coisa, viu?
    Isso foi o tempo em que não tinha barriga, era magrinha, com um cabelão e muito lindinha...rsrsr
    Bjus

    ResponderExcluir
  23. Olá mamães
    Estava procurando uma atividade que pudesse fazer em casa para garantir uma renda extra, já que tenho um bebê de 7 meses e não quero trabalhar fora. Então me cadastrei pra ser Promotora Virtual, é só a gente divulgar a empresa e conseguir novos divulgadores. Convido a todas a visitar o site e saber um pouco mais. CLIQUE AQUI
    Vale a pena! Cadastre-se já nesse lucrativo negócio clicando no link:
    http://www.frpromotora.com/44626148 CLIQUE AQUI
    O funcionamento é muito simples:
    A empresa possui mais de dez anos de atividades e atua no segmento de serviços financeiros. Ela nos dá a oportunidade de ganharmos dinheiro divulgando os serviços dela e esta excelente oportunidade de Renda Extra.
    Além de garantirmos uma ótima renda mensal e ganhos semanais, a empresa ainda garante aos participantes os seguintes benefícios:
    Endereço de site rotator;
    Registro de domínio próprio com hospedagem;
    Telefone da Nextel;
    Plano de Saúde;
    Previdência Privada;
    Material de apoio ao seu trabalho e muito mais.
    Vale a pena! Conheça já esse lucrativo negócio CLIQUE AQUI

    ResponderExcluir
  24. Não gosto de extremos. Acho que proiber programas que não são da faixa etária do meu filho uma obrigação e não super protetora e pedagogicamente correta. Vez ou outra abro exceção para uma dormida mais tarde se ele vai a uma festinha. É importante ser flexivel nas horas certas: festinha de um amigo, visita na casa da vovó etc. Mas, em casa, a displina tem que ser a regra.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!