Mamãe Marcella Perdas e Ganhos

Roda Gigante

quarta-feira, julho 25, 2012Mon Maternité

E mais uma vez a vida me mostrou que não existem planos, desejos e/ou sonhos que sejam realizados, programados ou executados como a gente havia pensado!

No post delicioso que fizemos AQUI no Recanto inaugurando o TV RECANTO falamos de férias e eu defendi com unhas e dentes meu direito de querer passar a única semana de férias escolares de inverno da princesa em casa, dormindo e descansando ... a querida Cida ainda fez um comentário falando que eu deveria passear no Parque Barigui com Sophia!

A semana de férias chegou e eu radicalizei no primeiro dia: fomos de táxi até o shopping, Sophia quis assistir seu primeiro filme no cinema, Era do Gelo 4 foi o filme escolhido e trinta minutos antes da sessão recebi uma ligação da minha mãe propondo que eu viajasse no mais tardar no dia seguinte para ver meu avô.

ABRE ASPAS

Na quinta-feira anterior minha mãe recebeu um telefonema dos irmão dela que minha avó estava internada no hospital com pneumonia e provavelmente não resistiria mais que quatro ou cinco dias. Na sexta-feira pela manhã meus pais e irmã viajaram para ver minha avó.

No domingo enquanto meus pais levavam minha avó milagrosamente do hospital para casa (ela estava internada numa cidade vizinha) meus tios levavam meu avô para o hospital por conta de um soluço que durava mais de doze horas e não parava de jeito nenhum.

FECHA ASPAS

Pelo tablet comprei passagens de ônibus e avisei o marido que eu iria naquela mesma noite viajar com a princesa. Nunca havíamos viajado sozinhas, de ônibus por mais de 600km! Mais uma aventura depois da sessão de cinema.

A viagem foi muito gostosa, mas confesso que estava bastante apreensiva, afinal não sabia o que nos esperava, o que me esperava durante mais de seis horas.

Chegamos, dormimos um pouco e decidi que precisava ver meu avô ... e agradeço a Deus por ter decidido ir naquele dia, pois foi o último dele consciente e sei que ele me viu e sabe que eu estive com ele.

Para quem se orgulhava há pouco mais de sete meses de NUNCA ter perdido ninguém na vida, já reconheço três estrelinhas que brilham no céu! Depois dos avós do marido, minha família perdeu seu patriarca e meu avô se foi.

Eu nunca havia visto alguém no leito de morte; eu nunca tinha visto alguém entrar bem e sair morto de um hospital; perder a consciência, os sentidos e entrar num estado vegetativo em sete dias! Foi horrível, foi triste, foi um abismo que parecia não ter fim ... mas há quem diga que quando alguém parte outro chega e, no dia em que meu avô foi enterrado minha prima abençoou a família com a chegada de uma nova integrante. Com quase um mês de antecedência, nascendo prematuramente uma pequenina Anna Júlia chegou para alegrar e dar sentido para a vida da nossa família.

Quem diria que o sentimento de perda se misturaria com o de ganho?! Perdemos o mais velho e ganhamos o mais novo no mesmo dia! Tudo tão confuso, tão junto, tão misturado, tão inexplicável!

Fiquei mais de uma semana sem minha vida virtual, sem a blogosfera ... mas os poucos dias que consegui acessar as redes sociais me senti mais uma vez acolhida por palavras de amor e carinho, palavras de conforto e solidariedade, mas confesso que já estou calejada de perdas, velórios e enterros ... a partir de agora eu quero vida, muita vida, vida em abundância!

Que venham os frutos das árvores plantadas ... eu quero colher só as coisas boas agora!


VEJA MAIS POSTAGENS

10 comentários

  1. Amiga, sinto muito pelo seu avô...Agora entendi porque você estava sumidinha! Que você possa se recuperar dessa perda...beijos!

    ResponderExcluir
  2. Marcela, sinto muito pela perda do seu avô. Perder alguém nunca é fácil, bem que notei que anda sumidinha.
    Se precisar de ajuda, alguma coisa, pode chamar. E que você consiga se recuperar dessa perda

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Marcella!
    Querida, meus sentimentos.´
    Essas perdas são muito tristes. Sei bem como é, pois perdi minha mãe e 2 anos depois meu pai. Nem estávamos recuperados da falta dela e ele se foi.
    Mas Deus nos consola. Esse bebezinho que nasceu veio dizer que há esperança.
    Um beijo e que vocês possam se recuperar com a ajuda de Deus a cada dia.

    ResponderExcluir
  4. Marcella. Então muita força e muita vida para vocês. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Ma, muita força te desejo mais porque estou te vendo tão forte isso é bom de mais.

    beijos,

    ResponderExcluir
  6. q lindo texto, usou tão sabiamente as palavras! melhoras para vc e sua familia e bem vinda ao mundo a pequena Anna Julia! bjss

    ResponderExcluir
  7. Ai nossa não sei se estou feliz ou triste com essa postagem...
    Linda de mais! a qual nós da uma lição também..
    Esses últimos dias foram bem agitados pra ti né flor mais é como você disse com a tristeza veio a alegria, e com os dois veio o aprendizado...

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. que exto lindo, que lindo testemunho, sim qdo um se vai Deus nos amnda outro, já vi muito isso. Mas graças a Deus a vida continua e as crianças acabam sabaimente nos confortando com os gestos mais maravilhosos que possam existir!!!

    ResponderExcluir
  9. Amiga...e que venha vida....chega agora de tristezas e surpresas que não são boas tá....kkkkkk....bjussss

    ResponderExcluir
  10. Oi Marcella
    Deus te abençoou com a oportunidade de estar ao lado de seus entes queridos antes da partida deles.
    Minha tia morreu e fiquei com um sentimento de culpa e tê-la visto tão pouco.
    Deus esteja com todos da familia
    Beijocas
    Cris Chabes

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!