Colaboradora Ser mãe

Mãe não fica doente...

sábado, novembro 24, 2012Recanto das Mamães Blogueiras

Por Stephanie Brasil, do blog O que você vai ser quando crescer?MÃE


       Gente por incrível que pareça, é verdade: Mãe não fica doente... eu lembro que achava estranho, em casa todos ficavam com gripes fortíssimas, viroses e todas essas coisas e minha mãe sempre estava lá firme e forte como se fosse imune a tudo. Às vezes ela falava: "nossa tô com gripe", mas tava lavando louça, com a vassoura na mão e eu pensava nossa: “nossa como mamãe tem sorte, ela nunca pega gripe forte”.                                   
        Mas hoje sei, ela estava com gripe tão forte como a nossa, o corpo dela doía tanto quando o nosso, a cabeça dela também parecia que ia explodir mas ela não tinha tempo de ficar de molho, quietinha com a perna pra cima enroladinha vendo sessão da tarde. O atestado médico não vale para filho: 
- Hoje estou doente filho, marido está aqui meu atestado...agora fiquem quietos e me deixem de repouso. As louças continuam enchendo a pia, as roupas continuam se sujando, o esposo continua tendo fome na hora da janta, o bebê tem que ser trocado, quer brincar, quer simplesmente seu colinho, ele continua te olhando com aqueles olhinhos pedindo: Mamãe me da atenção? Como você vai virar e falar: - Sumam!? O corpo dói, mas a dor de desprezar tudo isso não tem tamanho.                         
        Quando você resolve ser mãe, é uma das cláusulas: Proibido ficar doente... mas o corpo não obedece e a mente e o coração? O coração de mãe sempre obedece, cada uma das cláusulas do contrato, mesmo as letrinhas mais miúdas, aquelas que precisam de lupa para ler e todas as cláusulas são respeitadas com sorriso no rosto, com orgulho, nenhuma mãe que se preze entra com uma revisional, reclama de contrato leonino, liga pra Deus e fala: - Tenho uma reclamação onde é o PROCON? A gente assina um contrato em branco e essas cláusulas vão aparecendo diariamente, mas nós NUNCA vamos reclamar de nada que surja nesse contrato.                    
        Hoje sei que sim as mães ficam doentes, as mães ficam cansadas, as mães querem dormir até meio dia...mas elas antes de mais nada são Mães..são anjos para cuidar de outros anjos, que continuam amando até quando esses anjinhos viram rebeldes, viram maus, até quando esses anjinhos viram ingratos ou façam coisas que a magoem, mas Mães sempre serão Mães, sempre verão seus rebentos como anjinhos sempre lembrarão da cria em sua barriga, sempre lembrarão da primeira vez que ele mexeu, do primeiro sorriso, dos olhinhos pedindo colo, mesmo que eles gritem palavrões posteriormente as Mães só lembrarão da primeira palavra, mesmo que façam coisas ruins elas só lembraram deles no berço, como se os filhos fossem eternizados para as mães como aqueles pequenos seres indefesos.             
         As Mães querem sentar e assistir o seriado preferido, chegar do serviço e ficar com a perna pra cima, passar horas no cabelereiro, fazer aula de jump, pump, ...mas mais do que tudo as Mães querem ver aquele sorriso no rosto dos pequenos.                 
         Ah aquele sorriso! É  mais estonteante que o corpo mais escultural, vale mais que a conta do Eike Batista, vale mais que os bilhões do Mark Zuckerberg , diverte mais que balada no Sirena...é mais lindo que qualquer praia de Fernando de Noronha, perde de longe pra Jericoacoara. Te deixa mais feliz que Carnaval em Salvador, que qualquer desfile na Sapucahy. Para mãe, aquele sorriso importa mais que segredo do Pentágono, conferência na Casa Branca ou reunião do Itamaraty.  Aquele sorriso faz você lembrar que ser Mãe é mais importante que tudo, mais importante que gripe, virose, dor de garganta, mais importante que cansaço e calo no pé.              
        Ser Mãe é ser guerreira e gladiadora, é ficar doente com sorriso no rosto, sentir cansaço e ainda sorrir, é querer sentar e embalar de pé.                
        Você ama sua mãe? Tenha um filho e você vai amá-la ainda mais, porque se os pais são heróis...as mães são a Liga da Justiça inteira!!!               
        Mamãe obrigada por tudo....

 Stephanie, "uma mãe de primeira viagem, com uma visão autocrítica e bem humorada sobre a maternidade".

Assim como a Stephanie, você tambem pode participar deste espaço, envie seu texto para recantodasmamaes@yahoo.com.br

VEJA MAIS POSTAGENS

17 comentários

  1. Nossa me emocionei de ter meu textinho publicado aqui, esse é um dos textos que mais adoro pois escrevi pensando muito na minha mãe e só de pensar nela as lágrimas ja saem. Valew meninas , amo esse cantinho por essa força que você nos dá =)

    ResponderExcluir
  2. Que demais!!
    Adorei o post...
    Realmente somos gladiadoras, e só descobri isso com o nascimento da Marinah!
    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Eu sinto isso na pele...sempre costumo dizer q se gato tem 7 vidas, nós mães temos no mínimo 49...haja coracao, neuronio, pulmao e saliva!!!! Belissimo post e muito bem lembrado! Bjs, Mamytri

    ResponderExcluir
  4. Realmente não podemos ficar doentes, ter nojo de nada, dormir uma noite inteira...e por aí vai. Ser mãe é isso! Loucura, loucura... bjs Camila Vaz

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post de Stephanie! Sim, ficamos doentes! Porém, "sempre com um sorriso no rosto"! Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Que linda homenagem para a sua mãe, que foi guerreira mesmo sem deixar a peteca cair! Parabéns.

    ResponderExcluir
  7. Olá Stephanie!

    Lendo o seu texto me vieram tantas recordações e não pude conter a emoção. Lembrei na minha mãe, que foi uma heroína. Eu só a vi doente quando estava já pra morrer, pois antes disso, ela levantava todos os dias e trabalhava muito. Era casa, quintal e costurava pra fora.
    Aquela mulher podia estar com toda dor do mundo, mas não se entregava. Só Deus e ela sabiam o que se passava dentro dela, pois sempre a víamos forte, nunca reclamava.

    Foi tão bom ler esse texto, pois antes de eu vir aqui estava com vontade de reclamar, pois estou cansada, com sono. A minha semana foi difícil, muitas coisas pra resolver que me cansaram muito. Só que depois que li tudo isso, lembrei da minha mãe... de como DEUS é generoso conosco, como Ele nos ama e me deu uma mãe tão maravilhosa.

    Minha filha está aqui na sala, quietinha brincando, criança abençoada, que sempre tem um sorriso nos lábios e vive me dando cartinhas e dizendo que me ama. O que mais eu posso desejar? Somente mesmo que DEUS a guarde sempre e que ela seja muito feliz.

    Obrigado querida, esse texto foi tudo de bom nesse dia!!!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Stephanie, que texto mais verdadeiro!! Passei um perrengue quando adoeci e não pude "curtir" a doença!! Mãe jamais deveria ficar doente mesmo!! Bjs pra vc!!

    ResponderExcluir
  9. @Cida Kuntze

    chorei ao ler sua resposta... eu Graças a Deus ainda conto com minha mãe mas só de lembrar que um dia ela não estará comigo me faz perder o chão. Acho que por isso ganhamos os filhos para termos força e podermos homenagear nossas mães revivendo os momentos que elas nos deixaram na lembrança.


    Sempre que puder aparece aqui no cantinho www.mamybrasil.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Lindo, Stephanie.
    Deus dá fortaleza às mães.
    E essa fortaleza inspira sempre novas mães a serem fortes.
    Uma bela semana para todas nós junto com nossos pequeninos.

    Abraço da
    Celina

    ResponderExcluir
  11. Gostaria de ter esta visão da maternidade que tenho hj, na época em que eu era adolescente: só hj entendo muita coisa da minha mãe. Especialmente esta tarefa terrível, que é a de nunca ficar doente...

    ResponderExcluir
  12. Que lindo Stephanie. Adorei a sua resposta! :D
    Beijão enorme para todas as meninas!

    ResponderExcluir
  13. É verdade Stephanie, mas "não fica doente". As vezes eu até brinco aqui em casa e digo: Gente da próxima vez, deixa eu ficar doente sozinha! hahaha
    É pq aqui qndo eu penso em adoecer, o filhote e o marido já tomam a minha vez e acabo tendo que cuidar dos dois. E a minha gripe foi embora e eu nem vi! Graças! hahaha

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá Sthefanie, que lindo
    Eu sou mamãe de dois lindos filhos. Um com 27 e outro com 22 anos e há 7 anos atrás ouvi do meus filhos: "Como você foi forte e guerreira nem parecia que estava passando por tudo isso!"

    Em 2005 tive um câncer de mama. Fiz uma mastectomia bilateral. Diante de todo aquele turbilhão de emoções, dor e tratamento, segurei bem a onda na frente dos meus filhos. Continuei sorrindo, agindo, lutando e quando foi possível saindo para passear (isso foi com a ajuda de toda a familia e grandes amigos).

    Um dia meu filho mais velho, que já trabalhava, me ligou e por telefone chorou muito, disse que queria muito me abraçar, me colocar no colo e cuidar de mim e que nem acreditava que eu estava tão forte. Então eu disse, que por dentro doia muito mais do que por fora, mas que a vida é benção de Deus e eu não ia desistir nunca dela. Que chorar faz parte, mas que agora o período era de lutar e não se jogar no sofá.

    Neste mesmo ano, terminei minha faculdade, estudei e passei para um concurso público e percebi que só ficamos em pé por que Deus nos dá forças para isso e que sem ele não há nada.

    Mãe também sofre e fica doente, mas ela sabe que precisa ensinar e ajudar seus filhos crescerem.

    Beijocas nas super mães
    Cris Chabes

    ResponderExcluir
  15. Lindo seu texto Stephanie, parabéns!
    beijos

    ResponderExcluir
  16. PALMAS!!
    Realmente somos a liga da justiça inteirinha...
    Lindo texto!!
    Quando somos mães, Deus nos capacita com uma força, coragem, amor... maior que tudo, por isso conseguimos dar conta de tudo, só pode ser isto, só pode ser Deus!
    Bjss
    http://cphilene.wordpress.com

    ResponderExcluir
  17. Stephanie,vc pode ser marinheira de 1ª viagem,mas bem inspirada em seus textos.Quero aproveitá-lo a enviar via e-mail a amigas no dia das mães.Fique tranquila que darei o devido crédito a vc juntamente c/ o blog.Um abraço!

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!