Comportamento Educação de filhos

Um segundo filho é a solução???

segunda-feira, fevereiro 25, 2013Lauri Sousa


Olá mamães e papais, tudo bem?

Hoje quero falar de um assunto que poderia entrar para uma série, os conselhos alheios que mais recebo.
Por onde quer que eu vá sempre tem alguém me perguntando quando virá o próximo filho, sempre dizendo que eu devo dar um irmãozinho ao Daniel para que ele tenha com quem compartilhar as coisas, nunca se sinta sozinho, para evitar que ele seja antissocial, egoísta, individualista e vários outros “istas”. 
Este é um conceito que já está formado na cabeça das pessoas, mas não necessariamente é assim.

Eu poderia até contar alguns exemplos próximos...
De filho único que não tem nenhuma dessas características, de família com mais de um filho onde um ou outro filho é assim. Assim como de irmãos que não são os melhores amigos, não tem afinidades, mal se falam...

Estas características refletem muito mais a educação dos pais, o ambiente familiar em que viveram, um traço da personalidade ou alguma outra coisa.

Claro que um filho único que na família for o centro das atenções, mimado em excesso por todos, tendo à mão tudo o que quiser ou ao menos em pensamento desejar, criado sem limites, um verdadeiro reizinho da casa... a tendência será essa, de tornar-se individualista e etc.

Mas imagina este mesmo filho único vendo exemplos em casa de solidariedade e ajuda ao próximo, vivendo em um lar onde aprenda a repartir, tendo desde cedo pequenas responsabilidades, aprenda a respeitar regras... totalmente diferente, né!

Quem tem filho pequeno sabe que em determinada fase eles têm uma certa dificuldade em dividir e emprestar os brinquedos, sendo filho único ou não.
Meu filho como qualquer menino de três anos, já teve a fase de não querer dividir, ainda dá uns "pitis" de vez em quando. Mesmo sendo mais raro hoje em dia, cabe a mim e ao pai ensinar persistentemente o certo, não dá para pensar:
 “ ah, é só ter mais um filho que isso se resolve”

Sempre pensei em ter dois filhos, mas nunca me passou pela cabeça este tipo de justificativa. Na minha opinião, ter mais de um filho é sim maravilhoso, desde que as razões não sejam apenas estas...
E sim, eu ainda quero muito um segundo filho!
E não, ainda não estou grávida... ainda não.

Vale conferir:

E vocês, o que pensam a respeito?

Beijos e ótima semana!
Mamãe Lauri

VEJA MAIS POSTAGENS

14 comentários

  1. Otimo post, nunca quis ter um filho só, mas acho valida a sua colocação. Não se tem outro filho por causas e sim por vontade de amar outra vida.
    beijos
    maede4princesas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. O povo vive fazendo essa pergunta.Ainda não sei se realmente quero ter outro filho, mas sei que o segundo filho não é solução pra educação do primeiro.Meu irmão era o segundo filho e era terrivel, se eu acompanhasse ele minha mãe estaria num manicômio. rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  3. Se ainda não esta é porque ja esta na tentativa rs ;)
    Concordo com vc querida, acho que tudo é questão de criação, educação...
    Irmão não resolve nada... rs...
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. eu não acho legal ter irmão pq smp fui muito ciumenta
    no meu caso eu fui uma adolescente "rebelde" para chamar atencao dos meus pais ,dizia q era rockeira só usava preto .na escola,apesar de smp estar entre os melhores da turma eu não me relacionada com ninguem .era super calada.essa fase só passou quando já estava na oitava série.q voltei usar roupas normais e ter vários amigos
    http://diariodaprincesaalice.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  5. Acho incrível a capacidade das pessoas em se meter nas questões mais distantes a elas. Eu quero ter mais um filho. Mas esta decisão só diz respeito a mim e ao meu marido. Mas, mesmo minha filha não tendo nem 6 meses, muitas pessoas já cobram um irmão. E eu só tenho 27 anos! Há muito tempo pela frente. Filho único, 1, 2, 3, 4...não importa! O mais importante é a educação que eles recebem! ;)

    ResponderExcluir
  6. Meu Daniel está com 2 anos e 3 meses e o que mais tenho ouvido ultimamente é quando darei um irmão a ele...sinceramente, ainda não está nos meus planos e concordo com você, o segundo filho tem que vir por muito querer e não por essas justificativas bobas de que filho único é mimado. Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Ah, tbm já ouvi isso mil vezes! Mas sempre aponto o dedo pro meu marido, que é filho único e super gente boa, então tbm acho que isso não tem nada a ver!
    Eu quero sim ter outro filho, mas não por achar que só assim terei filhos bons!

    beijos

    ResponderExcluir
  8. se tivesse condições melhores teria
    3 mais por meio disso terei só dois
    por que quero, por que acho família
    e filhos importante já quis por que minha
    filha ia ficar sozinha já pensei assim sim
    mais hoje penso diferente, e vejo que o meu querer ter outro é mais mais do que um dia eu quis um companheiro(a) pra minha filha

    linda semana amei a postagem bjs

    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Esse é um tema sempre presente aqui em casa ,pois tenho vontade de ter outro filho ate hoje.Só que para isso acontecer de que ter uma programação principalmente financeira,porque emor tem de sobra.Mais acredito muito que um filho unico criado de forma a saber dividir e ter parametro de solidariedade e educação se torna uma criança tranquila sem muitos mimos .

    ResponderExcluir
  10. Concordo com vc, ter outro filho tem que querer e tudo tem seu tempo.
    Se formos fazer tudo que a sociedade cobra, minha nossa! rsrsrs
    Beijos,
    Larissa Andrade.

    http://maternidadeecotidiano.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olha, de certa forma acho sim que um imrão ajuda em muitos quesitos, não é exclusivo de se ter um irmão, claro, educação também conta e muito, mas com eu ja tive um irmão que faleceu criança, eu sei o ponto de vista da criança dos dois mundos e eu me sentia sim muito solitária quando criança e com o meu irmão eu aprendia muitas coisas legais, acho legal ter dois filhos também pela cobrança que acaba sendo muito em cima do filho unico, massss adorei ser mãe e essa é a principal motivação para ter outro =)

    ResponderExcluir
  12. Passando aqui pra matar a saudade do seu cantinho, depois de alguns dias sem aparecer...
    Nos últimos dias estive meio off, e vou dedicar menos tempo ao blog agora, mas mesmo assim sempre que puder estarei aqui no seu blog pra deixar o meu carinho!
    Teu blog tá na minha lista de leitura constante, sempre passo por aqui!
    Beijos!

    www.asosmamaenadia.com

    ResponderExcluir
  13. Olá Lauri, gosto muito de ler textos sobre filhos únicos. Minha pequena é única e continuará sendo (e as minhas razões são óbvias: falta de tempo, de espaço e de condições financeiras para manter o padrão que minha pequena tem). Sou bastante cobrada por ter "apenas" uma filha e concordo com você que educar pelo exemplo é a melhor solução. Quem consegue estragar um filho, na minha opinião, consegue estragar 15 filhos se os tiver! Enfim, tiro o chapéu para as guerreiras mamães que possuem mais de um filho! Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  14. Nunca pensei em ter um filho só. Queria dois. Um amigo e companheiro do outro. Isso nem sempre acontece. Mas um protege e se preocupa quando o outro não chega em casa (27 e 22 anos), ou se a saúde não vai bem, etc......
    Graças a Deus tomei a decisão certa para mim.
    Beijocas
    Cris Chabes

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!