Educação de filhos Mamãe Kellen

Assim caminha a humanidade....

segunda-feira, julho 28, 2014Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara)

pessoas conectadas

Olá amigos e leitores...

Outro dia estávamos no Shopping almoçando na praça de alimentação quando eu comecei observar a nossa volta as pessoas que ali estavam, constatei que pelo menos 80% das pessoas almoçavam enquanto olhavam para o celular, teclando ou conferindo qualquer coisa. Olhando um pouco a minha frente um casal que já havia almoçado estavam calados um com o outro embora ativos no mundo virtual, ambos checavam e interagiam com seus celulares...


Não muito distante desta mesa olhei outra mesa, nesta havia uma família, mas duas das crianças que estavam na mesa eram distraídas com desenhos no tablete, enquanto os pais almoçavam tranquilos, artifícios modernos para neutralizar as crianças rsrss tipo "sossega leão mesmo" rsrs

Enquanto observava me lembrei de diversas situações de encontro com amigos onde todos em algum momento ou grande parte dele "estávamos" e claro que me incluo, no celular compartilhando o momento ali vivido que muitas vezes não está sendo vivido de fato, e sim apenas compartilhado, se é que me entendem...


Eu poderia dar mil outros exemplos parecidos com esses, então pergunto: 
Como a humanidade tem caminhado? Onde esse excesso de conectividade irá nos levar? Até que ponto a atual geração será favorecida ou paralisada por esse uso frequente de redes sociais? Quando iremos computar esse prejuízo? Daqui 10, 15, 20 anos???

crianças e o computador

Estamos investindo em nós mesmos? Estão os nosso filhos estudando? Praticando esportes? Lendo um bom livro? Pior, estamos convivendo saudavelmente uns com os outros? Ou nosso tempo e o tempo deles estão sendo roubados pelas redes sociais, e tantos outros canais de comunicação coletivo? Enriquecemos nossos conhecimentos passando horas e horas vendo o que o outro está fazendo? 

A imagem abaixo ilustra de uma forma bem humorada e super realista como anda a vida de muitas pessoas, além disso, muitas crianças também estão ficando a mercê da sorte enquanto os pais estão conectados, tudo vai ficando prejudicado, nem o horário de trabalho é respeitado mais! 

Prova disso, um dia minha filha foi falar com a coordenadora da escola dela e quando ela chegou na sala ela percebeu que a coordenadora estava no Facebook, ela chegou em casa indignada com o fato! 



Tudo bem que obviamente existe a contra partida onde a internet é um veículo de informação e conhecimento fortíssimo quando utilizado para este fim, prova disso você estar me lendo agora, mas até onde nosso tempo está realmente sendo investido em conhecimento na internet?  


Enfim, o que podemos fazer para diminuir essa conexão excessiva? Atividades para fazer temos muitas mas como nos forçar a fazê-las? Terapia? Determinação? 

Hoje não tenho respostas amigos, só queria mesmo provocar a reflexão e ouvir opiniões e pensamentos a respeito! E vc o que pensa sobre isso?




OBS: Imagens retiradas do Google, se alguém detiver os direitos por favor informe para créditos ou retirada! 

VEJA MAIS POSTAGENS

2 comentários

  1. Sabe que final de semana eu e uma amiga estávamos falando sobre isso, eu moro muito próximo ao metrô então utilizo muito o transporte, nós estávamos indo até uma cidade vizinha e observando as pessoas mais de 90% das pessoas estavam com o telefone na mão teclando mesmo com o amigo ao lado, e isso realmente nos leva a refletir, será que está deixando de ser uma distração saudável? é algo para se pensar.
    Bjs
    http://pequenasofiaemanuelle.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Kellen.

    Isso é algo que me pergunto também.
    Estamos viciados, mas em casa sempre “tento” praticar brincadeiras com o meu filho que fujam da tecnologia, como jogo de botão, quebra cabeça, bingo, memória, etc.

    A tecnologia é importante sim, como você comentou, porque hoje temos informação na palma da mão, mas em excesso é prejudicial, não só para as crianças como para nós mesmas.
    Embora acho que isso é uma fase, fase da descoberta e que em breve passará.

    Fico triste como as pessoas publicam coisas da sua vida no Facebook para uma série de pessoas que consideram “amigos”.
    Que amigos, né?! Amigos são aqueles que estão sempre por perto, e não pessoas que querem saber da sua vida a qualquer custo.

    Sei que sou minoria, mas no meu face tem só família e amigos próximos. E mesmo assim, faço pouquíssimas publicações.

    Passa lá no meu blog.

    Bjs, Pri
    Mãe Sem Frescura
    www.maesemfrescura.net

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!