A perda de um ente querido...

quarta-feira, outubro 27, 2010Alessandra Marques


Olá pessoal...
Eu sei que meu dia por aqui é sempre às quartas e eu tenho o propósito de trazer sempre algo legal, alegre, enfim...
Mas hoje não consegui preparar nada muito alegre... Ainda estou muito impactada com a notícia sobre o Théo...
A perda de alguém querido é algo realmente difícil de lidar. Eu tenho um pouco de experiência nisso, pois ainda adolescente perdi minha irmã mais velha vítima de um problema cardíaco e apenas dois anos depois perdi meu irmão mais velho repentinamente numa mesa de cirurgia para um problema no intestino. Eu, particularmente, nunca lidei bem com a morte... Nunca! Quando Pietro, meu filho, ficou doentinho pela primeira vez foi nítido que eu tinha um desespero desproporcional à gravidade da simples "virose". Mas eu não conseguia evitar... O ambiente hospitalar me encomoda, me deixa aflita... Sempre que estou em algum hospital, vejo flashes dos momentos vividos com meus falecidos irmãos...Acho que meu psiciológico ficou com algumas marcas sim... Eu sofri muito nos dois casos, mas com meu irmão, que foi repentino acho que foi pior... MINHA MÃE que perdeu 2 filhos, imaginem como ficou? Não quero nem lembrar... Vários anos se passaram e hoje consigo falar sobre isso numa boa, não sem saudades, não sem ficar um pouco triste, mas já sem chorar e se lamentar... acho que aceitei...
Eu acho meio injusto pedir à uma mãe que perde um filho para simplesmente tocar a sua vida. UM filho é algo precioso, nos ensina, muda tudo em nossa vida... As marcas e impressões o tempo vai tratando... Para alguns de forma rápida, para outros de maneira mais lenta, cada pessoa vive isso de um jeito... Mas realmente É PRECISO prosseguir, pelos que ficam, pelos que também amamos e permanecem ao nosso lado e principalmente para viver o aprendizado que a experiência vai trazer. A morte faz parte da vida... Contraditório isso né?
EU ACHO QUE REAGIR À MORTE ESCOLHENDO VIVER é uma alternativa à se considerar. Respeito e entendo que atitudes assim não arrancam a dor, o vázio, o pesar que fica... Mas certamente, fazer aquilo que acreditamos que aquele que partiu gostaria que fizéssemos, alivia um pouquinho.
A Aline, enquanto mãe, foi inabalável na sua fé. Foi uma mãe dedicada, zelosa, incansável, guerreira, especial... NADA deixou à desejar no seu papel de mãe de primeira viagem...
E sem desejar discutir religiões, acredito apenas que existem propósitos vindos do céu dos quais não temos capacidade de compreender sempre. Mas creio que existe razão para cada um deles, Deus está sempre no controle de tudo...
Vamos continuar intercedendo pela vida dessa família! Ore, reze, peça, faça da forma que acredita, mas faça...
Acho que a Aline preferiu não abrir comentários públicos à postagem que informa sobre a partida do Théo. Vamos respeitar.
Se preferir, deixe sua percepção sobre como lida com isso... Talvez você sempre tenha tido desejo de falar e nunca o fez...
Um beijo!

Alê

VEJA MAIS POSTAGENS

7 comentários

  1. Eu quis escrever no Blog da Aline e não consegui. Sou mãe de três filhos e imagino o quão dificil esta sendo para Ela esta etapa. Orei por ela e a unica coisa de consolo que possa deixar aqui é que o Theo esta em um lugar ao lado do nosso Jesus, e sem dor alguma. Provavelmente brincando de correr ou engatinhar. E que a experiencia de vida que ela esta passando, irá ajudar muitas outras famílias que vierem a passar por isso. Aline, fica aqui o abraço da minha família para vc e a certeza de que Deus está no controle de tudo. Prossiga....Em Cristo, Pra. Thaís

    ResponderExcluir
  2. Que Deus Ilumine muito a Aline!!!!Não sou capaz de descrever este tipo de dor....

    BJos

    ResponderExcluir
  3. Oi Alê!
    Todas ficamos muito tristes com o que aconteceu e estaremos orando pra que o Senhor esteja consolando a Aline, seu esposo e sua família, pois as saudades serão imensas.

    Fiquei muito tocada com a história da tua família. Nossa, não é fácil pra tua mãe ter perdido 2 filhos. Espero que estejas melhor Alê, pois percebi que a notícia sobre o Théo lhe fez relembrar muitas coisas e isso mexeu imensamente contigo.

    Querida, um beijo e fica na paz, pois como você mesmo escreveu: "Deus está no controle de tudo."
    Que Ele console os corações aflitos e dê a esperança de um dia, revermos os nossos entes queridos, quando Ele voltar pra nos buscar.

    ResponderExcluir
  4. Lendo o post dela chorei, nao consegui comentar la.
    Deus esta ao seu lado e iluminBando o caminho.
    BBjus

    ResponderExcluir
  5. Essa perda não deveria existir.
    mães são seres extraordinariamente fortes.

    bjocas

    ResponderExcluir
  6. Ai fiquei completamente abalada... que Deus cuide muiito desse anjo lindoo!

    ResponderExcluir
  7. ALe, primeiro obrigada por dividir conosco seus sentimentos, nos ajudar.
    Depois, no meu caso, lidar com a morte é um trabalho diario. é duro demais!
    Não dormi no dia do acontecido com o pequeno, Theo. Sou mãe tb, meu filho tb chama theo... me pus no lugar da querida mãe, Aline, essa guerreira e xem plar!
    O q faço, oro muito e imagino exatamente a imagem q pos neste post: o Mestre acolhendo os q se foram!

    Um beijo carinhoso, meninas!
    E passem nomeu blog pra concorrer no sorteio.
    Iria amar ver vcs participando, qdo puderem vão lá!

    Beijos
    Michelle

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!