desenvolvimento Educação de filhos

Brincar é coisa séria!

quinta-feira, abril 14, 2011Lauri Sousa



   É engraçado como a maternidade transforma a maioria dos pais, inclusive nas preferências de leitura. Cada fase que o meu filho passa eu busco respostas através da leitura, neste momento, por exemplo, vejo que ele muitas vezes nos convida a brincar com ele: se esconde esperando que alguém vá procurá-lo, e brinca sozinho também tentando contar nos dedos as palavrinhas que já sabe falar, "conversando" com os bichinhos...
  Estava lendo uma reportagem na revista Psique, Ciencia & Vida sobre desenvolvimento das crianças e achei legal dividir com vocês, porque qual o pai ou mãe não deseja estimular o desenvolvimento e inteligência do filho, e para isto muitos investem em brinquedos educativos, Cds e Dvds. Aqui em casa, por exemplo, sempre optamos por brinquedos educativos, bloquinhos de montar etc. Não há nada errado nisto, mas segundo a matéria o melhor para estimular o raciocínio e inteligência da criança é deixá-la brincar, isto mesmo! Quanto mais simples a brincadeira melhor. E a brincadeira começa quando o bebê é ainda recém nascido, quando brinca com suas mãozinhas.
Brincar é uma das formas que a criança tem para expressar suas emoções.
Os pais podem e devem participar das brincadeiras, mas dando a elas a liberdade de realizar seu próprio aprendizado através da brincadeira. Deixar que os filhos contem pequenas histórias do seu dia, expressem suas experiências e emoções, assim elas aprendem a raciocinar e aumentam seu vocabulário.
   Segundo a matéria, no dia a dia a criança convida o adulto a brincar, ela dá pistas de como quer brincar.
   A brincadeira é também um importante fator no desenvolvimento emocional da criança e também na sua personalidade. As crianças também podem, pela brincadeira, exprimir a agressividade, dominar a angústia, aumentar as experiências e estabelecer contatos sociais. A brincadeira também é uma rica fonte de comunicação, pois até mesmo na brincadeira solitária a criança, pelo faz de conta, imagina que está conversando com alguém ou com os seus próprios brinquedos. Com isso, a linguagem é desenvolvida com a ampliação do vocabulário e o exercício da pronúncia das palavras e frases.
Também vejo muito isto aqui em casa quando meu filho interage com seus bichinhos: beija, abraça, quer dar comida e até poe de castigo...
   Pesquisando pela net, descobri que "o brincar" tem até um dia especial, o Dia Mundial do Brincar, foi intituido pela Unesco e tem o objetivo de resgatar e incentivar o brincar na infância. A comemoração ocorre sempre no último final de semana do mês de maio.

Vivendo e aprendendo!
Fontes:
Revista Psique Ciencia & Vida,ano III nº10 – Editora Escala
Imagem: Google Images

Boas brincadeiras para vocês!
Beijinhos,
Lauri, do blog Nosso Danielzinho

VEJA MAIS POSTAGENS

5 comentários

  1. Gostei muito do texto, principalmente por ser pedagoga e mãe de 3 rsrsr. Aqui em casa deixamos nossos filhos criarem seus brinquedos e brincadeiras, é muito importante também, pois as vezes vejo pais entupindo o quarto dos filhos com os mais variados tipos de brinquedos, das mais variadas cores e jeitos, e se esquecem do simples, da criatividade, da imaginação...minhas filhas gostam de fazer suas bonecas de pano, ou fazer vestidinhos pras bonecas "compradas" etc...eles criam bastante, já fizeram até uma lan house com not book e tudo...uma delícia de ver....
    Bjsss pra vocês!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Lauri!
    Muito legal esse texto e concordo com o a Estela, quanto mais criatividade, melhor.

    Agora que a minha pequena tá na escola não tem pedido tanto pra brincarmos com ela, mas antes brincávamos direto, apezar que ela gosta de brincar com os seus bichinhos e ela faz uma voz diferente pra cada um. Nós ficávamos perto do quarto escutando as "conversas" deles...rsrsrs.

    Beijinhos amiga.

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito do texto. Brinco de tudo com a Maria Clara e o papai também se desdobra em brincadeiras.

    ResponderExcluir
  4. Olá Lauri
    Maravilhoso post
    Também concordo com o texto não é o brinquedo mas o brincar que estimula a criatividade na criança.
    lembro-me que meus filhos usavam os pregadores para construir pistas no meio da sala. Espalhavam os carrinhos e eu tinha que tomar muito cuidado quando passava.
    Beijocas
    Cris Chabes

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!