Desfralde Mamãe Lauri

Desfralde: a nossa experiência

segunda-feira, janeiro 14, 2013Lauri Sousa


Olá mamães e papais, tudo bem? 

Já faz um tempão que passamos pela fase do desfralde aqui em casa, mesmo assim pensei em vir compartilhar aqui a nossa experiência.
Aqui no Recanto já tivemos alguns posts sobre o assunto, inclusive um Top Five inteirinho de posts sobre desfralde.  Mas acho que falar sobre assunto nunca é demais... ainda mais que para mim foi um grande aprendizado!

De tantos temores de fases que se pode ter na maternidade, vou confessar, o desfralde para mim era o pior vilão. Pior que cólicas de recém nascido, pior que as temíveis vacinas, pior até que o desmame... O medo é o nosso pior inimigo, sempre!
E juntando ao medo, a cobrança dos parentes/amigos/vizinhos/conhecidos/gente que eu nunca vi... me senti pressionada mesmo e decidi de uma hora para a outra:

“Essa é a hora”!
Foi minha primeira tentativa, li muito sobre o assunto, segui todos os conselhos de quem já tinha passado pela experiência, ou quase todos:
- desfraldar no verão OK
- comprar Troninho OK
-comprar cuequinhas legais para incentivar OK
- ter paciência OK
- me preparar para ficar 24hs com o pano de chão a postos em caso de “acidentes” OK

Saimos para comprar cuequinhas e o troninho, Daniel participou da escolha e chegamos em casa todos eufóricos.  Eu já estava “preparada” como se estivesse me alistando para uma guerra...rsrs
Daniel olhou o troninho de longe, curtiu as cuequinhas e só. Eu e o pai ainda incentivamos, até sentamos no troninho para ele ver como era legal... tudo em vão.
Logo, logo o troninho virou “objeto de decoração” no banheiro.

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu”.
Eclesiastes 3:1

Na verdade eu segui todos os conselhos, menos o principal:
- As coisas só acontecem quando chega o tempo e precisamos respeitar o tempo das crianças.

Desisti do desfralde por um tempo,  não forcei, não cobrei,  não pressionei, só perguntava de vez em quando se ele queria usar o troninho, e a resposta era sempre um sonoro NÃO. Desespero era pouco para definir meu sentimento nessas horas...

Depois de um pouco tempo ele foi dando sinais de que era a hora, estava mais independente e não queria mais ser chamado de bebê, aproveitei e num belo dia perguntei se ele queria usar o troninho... acho que nem eu mesma acreditava que fosse acontecer daquela vez.
Então conversei com ele e disse que a gente ia fazer uma coisa especial no dia seguinte. Ele ficou curioso, e eu disse que ia ajudar ele a usar o troninho e ele ia conseguir porque já é um rapaz.
De manhã tirei o pijama e deixei ele de cueca, deixei o penico na sala, pertinho para quando a vontade viesse... e para minha surpresa, ele teve vontade, tirou a cueca e fez xixi sozinho!
No dia seguinte fez o nº2 e logo não queria mais usar fralda para dormir...
Simples assim!

As coisas fluem melhor sempre quando a gente aprende a regrinha de ouro:
Respeitar o tempo das crianças.

E você, aí na sua casa já passaram pelo desfralde? Conta pra gente como foi a experiência de vocês...


*Reabri meu blog pessoal, nome e link novo: Pitacos da mãe...
Passa lá!
Beijos e uma semana maravilhosa!
Lauri



VEJA MAIS POSTAGENS

25 comentários

  1. Ahhhh... nem me fale! Meu sonho é o desfralde da minha filha... mas ela não pode nem ouvir a palavra troninho! Parece que sente nojo. Já tentei de "quase tudo". De repente, essa insistência até prejudicou... Agora é esperar o tempo certo. bjs Camila Vaz

    ResponderExcluir
  2. Olá, mas me conte isso aconteceu ele tinha que idade?
    No aguardo.

    Beijos
    Quézia Silva
    http://kemuelpresentededeus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Estamos nessa fase aqui em casa: com acertos e erros- mais acertos ( no caso, dentro do vaso) que erros, então vamos comemorando as nossas pequenas vitórias...
    Boa semana!

    ResponderExcluir
  4. Estou preparando um post justamente sobre esse assunto , porque o meu desfralde feminino acabou de ocorrer por aqui, depois de algumas tentativas , finalmente posso considerar a Baby uma menininha desfraldada, (risos), confesso que com ela foi mais complicado, mais também foi mais leve, sem pressão alguma.Mesmo eu já tendo feito dois desfraldes é sempre um desafio.
    Bjks

    ResponderExcluir
  5. Adorei a ajuda Lauri.
    Nós aqui começamos um desfralde meio maluco.
    Como moramos numa casa com um quintal enorme, resolvemos deixar o garotão só de cuequinha. E aos poucos vamos ensiando ele a não fazer xixi em casa. Então ele corre pro quintal. Sei que será natural. Ele já está entendendo bem. Compramos o redutor de assento, mas ele se distrai no banheiro e quer mexer em tudo.
    Bjks

    ResponderExcluir
  6. Que lindo!!!
    Aqui estamos na luta... principalmente porque precisamos alcançar alguns passos com o nosso filho, como melhorar a comunicação (ele é autista). Estamos tentando de novo nesse verão...
    E, vamos que vamos, né?
    Um beijo!!!!

    ResponderExcluir
  7. O desfralde na minha casa ainda é um sonho, espero que o tempo das minhas meninas chegue logo :), mas depois de ter tentando (e não ter sido bem sucedida) resolvi esperar um pouco mais para tentar novamente.

    Bjs Desirée
    http://astrigemeasdemanaus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Nossa aqui já fazem muuitos anos!!! Foi super tranquilo!!! cris

    ResponderExcluir
  9. Não sei como será quando chegar a minha vez, mas desde a gravidez me informo sobre o assunto. Assumo que quando li pela primeira vez sobre o desfralde, me assustei. Conversei com a minha mãe sobre como foi esse processo comigo e com a minha irmã, e ela me disse que paciência e bom humor são a chave pro desfralde. Mas claro que varia de criança para criança. Estas palavras me tranquilizaram um pouco. Mas só lá na frente saberei se ela tem razão!

    www.confissoesdarecemcasada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Você disse tudo, Lauri! Tudo a seu tempo...a primeira vez que tentei foi total insucesso...estou começando a achar que agora posso voltar a falar do assunto, mas, sem pressa e sem pressão...o nosso tempo não é o tempo deles e respeitar isso é fundamental. Beijos e irei conhecer seu recantinho!

    ResponderExcluir
  11. Oi amiga!
    É tão bom quando o desfralde acontece né?
    Por vários motivos e também pela economia...rsrs.
    Super beijo e adorei o teu novo blog.

    ResponderExcluir
  12. Oi lauri!

    qtos anos seu filhinho tinha qdo vc começou a tentar, e qdo aconteceu de fato? será q na escolinha eles também incentivam isso? bjo!

    ResponderExcluir
  13. bom! a minha filhota já ficava de calcinha
    com dois aninhos, mais eu tinha que levantar e
    leva-la ao banheiro, para não fazer xixi
    nas cama, depois de algum tempo ela
    começou a fazer xixi a noite sozinha.
    linda seunda bjs

    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Também acho que tudo tem que ser no tempo certo assim flui melhor, tudo fica mais fácil e tranquilo XD

    ResponderExcluir
  15. Que bom que foi simples!
    O tempo realmente deve ser respeitado, quando a criança se sentir preparada, acontece.
    Bjos,
    Larissa Andrade.

    http://maternidadeecotidiano.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. @mundodepalavrasVerdade Camila, o melhor é esperar o tempo certo mesmo... o Daniel no inicio também não quis nem chegar perto do troninho. Logo, logo sua princesinha desfralda também!
    beijos

    ResponderExcluir
  17. @Quézia Silva Quézia, quando eu tentei pela primeira vez ele tinha acabado de completar 2 anos/10 meses e não deu certo. O desfralde só aconteceu com sucesso aos 3 anos/2 meses...
    Algumas pessoas podem achar tardio, mas cada criança tem seu tempo e o que eu fiz foi respeitar isso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. @Josiane CaetanoÉ assim mesmo Josiane, com erros e acertos vem o avanço e a conquista, boa sorte.
    beijos

    ResponderExcluir
  19. @Mãe de três parabéns pelo desfralde da sua filha!Vou passar lá para ler como foi...
    beijos

    ResponderExcluir
  20. @Andreia SalesQue legal Andréia, assim é ótimo, deixar o Samuel com essa liberdade. Vocês ainda tem um ponto a favor por morarem em uma cidade mais quentinha, o calor é melhor que o tempo frio pro desfralde. Se eu tivesse pensado melhor teria comprado o redutor de assento também, porque o penico o Daniel usou pouquinho e quis logo fazer no vaso...
    um beijo

    ResponderExcluir
  21. @Reflexões de MamãeIsso mesmo, com paciência a gente alcança os objetivos!
    beijos

    ResponderExcluir
  22. @Desirée TapajósEspera mesmo pelo tempo delas Desirée, logo, logo começam a dar sinais de que estão prontas...
    beijos

    ResponderExcluir
  23. @Cida KuntzeNem fala Cidinha, foi uma despesa a menos que fez diferença...rs

    ResponderExcluir
  24. @Andrezza Costa Viva Decorativa Andrezza, quando eu tentei e não deu certo ele tinha 2a/10m e depois quando deu certo tinha 3a e 2 m.
    Olha, ouço as amigas dizerem que em algumas escolinhas tem sim esse auxilio com o desfralde.
    beijos

    ResponderExcluir
  25. Oi amiga, embora muitas pessoas falassem na minha cabeça que era hora do desfralde, eu esperei o momento em que JM se mostrou preparado, o que coincidiu com minha operação,daí, ficando com ele um tempo maior em casa, fizemos o desfralde.
    O período foi de 4 dias apenas, e ele já estava fazendo 'tudo' no vaso.
    A idade foi 2 anos e 8 meses.
    Usamos o piniquinho por 2 dias e depois já fomos para o vaso.
    Bjus, Genis

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!