Desenvolvimento Infantil Mamãe Lauri

Primeira Infância: A importância dos estímulos

segunda-feira, julho 01, 2013Lauri Sousa

No dia 20 de julho representei o Recanto das Mamães Blogueiras em um encontro com blogueiras promovido pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal. O objetivo do encontro foi levantar um debate e trazer a nós o resultado de uma pesquisa que mostra a percepção da sociedade brasileira a respeito da Primeira Infância, tema de atuação da FMCSV.

Entre os diversos assuntos discutidos e resultados apresentados, algo que me chamou bastante a atenção foi a visão da população com  relação ao aprendizado das crianças. Ainda é considerável o número de pessoas que acham que a criança na Primeira Infância (0 a 6 anos) não precisa de estímulos porque aprende sozinha, e foi pouco o número de  pessoas que entendem que a criança começa a aprender ainda no útero, apenas 22% dos entrevistados. 
Então acredito que ainda existe um trabalho importante de conscientização a ser feito.
Imagem daqui
O período que vai da concepção aos primeiros anos de vida de uma criança é fundamental ao seu desenvolvimento, neste período além dos aspectos físicos, os emocionais também precisam ser valorizados. O que acontece na primeira infância tem repercussão durante toda a vida do ser humano, tem efeitos sobre a aprendizagem e saúde física e mental. 
Neste período é quando se forma a maior parte da estrutura cerebral da pessoa. Com 1 ano a criança chega a ter o dobro de conexões cerebrais de uma pessoa adulta, porém desaparecem caso não sejam utilizadas e estimuladas.
O nosso esforço como pais em relação a isto precisa ser no sentido de oferecer os estímulos necessários aos nossos filhos e oferecer a eles experiências positivas nessa primeira fase do desenvolvimento.

“A aprendizagem começa na primeira infância, muito antes do início da educação formal, e continua pela vida afora. A aprendizagem inicial viabiliza a aprendizagem posterior e sucessos precoces criam sucessos posteriores, assim como insucessos iniciais resultam em insucessos futuros.” 

A criança precisa de afeto, atenção, carinho e interação com o mundo à sua volta. Precisa de estímulos auditivos, visuais e táteis. Os estímulos por meio do toque são importantes para o desenvolvimento do bebê nos primeiros meses, aqui no Recanto tem o post de uma mãe ensinando a massagem Shantala e falando de seus benefícios. Temos também o texto de uma colaboradora contando sua experiência relacionada à música na gravidez. Já falamos sobre a importância do brincar para o desenvolvimento infantil, sobre o estímulo às pinturas e desenhos... enfim, este é um tema sempre presente aqui.

Dicas de estímulos ao bebê: 
[Parte da coleção primeira infância, folhetos que podem ser reproduzidos livremente, do site da FMCSV]
1º Mês: Fale com seu bebê de perto, para ele poder enxergá-la.Mostre-lhe objetos de cores fortes.
2º Mês: Mande beijos e faça caretas. Deixe-o observar um móbile bem colorido no berço.
3º Mês: Deixe-o ficar ereto no seu colo, para ele ter uma visão diferente do mundo.
4º Mês: Estenda um tecido no chão e estimule seu bebê a rolar para os lados, ele vai gostar.
5º Mês: Estimule a visão de seu filho, brincando com objetos de perto e de longe.
6º Mês: Brinque com objetos de diferentes texturas: lisos, macios, frios, mornos...
7º Mês: Sabe a brincadeira do esconde-esconde? seu filho vai amar
8º Mês: Deixe seu bebê sentadinho e rodeado de brinquedos. Logo ele tentará sair engatinhando.
9º Mês: É hora de tampar as tomadas e tomar cuidado com quinas de móveis e escadas.
10º Mês: Estimule o bebê a andar pequenas distâncias. Ele vai se sentindo mais seguro para encarar caminhadas mais longas.
11º Mês: Dê a seu filho uma caixa de sapato fácil de abrir  mostre como dá para colocar várias coisas lá dentro.
12º Mês: Fique atenta! A palavra "mamãe" pode ser a primeira  a ser dita nessa fase de desenvolvimento.

A Primeira Infância é um tema que merece mais atenção do poder público. Se pensarmos a longo prazo, buscando uma sociedade melhor, com mais qualidade de vida e menor índice de criminalidade, o investimento deveria partir daí.

E vocês, o que pensam sobre essa questão? como tem estimulado seus bebês?

A Ceila, do blog Desabafo de mãe também participou do encontro e publicou sobre um tema da pesquisa: Você sabia que a TV não estimula o desenvolvimento do seu bebê? 
Confira lá...
Um beijo e uma semana maravilhosa a todos!
Mamãe Lauri

Pitacos da mãe




VEJA MAIS POSTAGENS

9 comentários

  1. Oi, Lauri.
    Interessante e muito importante o que está compartilhando.
    Esses primeiros anos das crianças, desde a sua concepção, são de especial importância para seu desenvolvimento.
    Um abraço, desejando boa semana.
    Celina

    ResponderExcluir
  2. Lauri
    Estava morrendo de curiosidade pra saber como foi essa palestra. Achei super importante o tema e com certeza vai ajudar muitas mamães.
    Faltou colocar a foto das amigas do Recanto se desvirtualizando.
    Bjks
    Mãe Vaidosa

    ResponderExcluir
  3. Lauri, que encontro bacana e importante! Acho a primeira infância um divisor de águas na vida do ser humano. É nela que se forma a personalidade...as pessoas tendem mesmo a pensar que as crianças não percebem as coisas, mas é um grande erro. É uma fase em que o aprendizado está aguçadíssimo. Portanto, quanto mais estímulo, melhor! Adorei!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que os primeiros anos de vida, e até mesmo ainda na barriga, o bebê aprende sim e guarda informações que algum dia serão utilizadas.
    Procuro estimular muito minha pequena e acho que ela é uma criança que aprende rápido, mas tudo dentro da sua normalidade. Não tento estimular demais ou cobrar demais para que ela seja uma criança superdotada ou acima das demais. Só quero que ela seja feliz e brinque bastante, pois acho que as brincadeiras ajudam muito no desenvolvimento, assim como conversar, contar histórias, cantar, dançar... eles adoram!
    Bjo!

    ResponderExcluir
  5. Adorei o texto!!! Concordo que as crianças aprendem muuuuito nessa fase e que esses estímulos e o carinho recebido nessa fase faz toda a diferença na sua formação!!!
    Beijos,
    Dani
    www.maedaloly.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Lauri, concordo que a criação da personalidade dos nossos filhos no futuro são criadas nesta fase da infância... É agora que eles aprendem a ser colaboradores, compreensivos, participativos, pró-ativos, líderes....
    Sempre analiso e mostro as situações pra minha filha, pra ela entender desde já, com 4 anos, o que é o ideal, visto que o que é certo e errado é muito dificil da gente acertar..

    beiJUs e ótima semana..

    http://feiffercereja.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. com certeza Lauri eu acredito que
    as crianças aprendem com gente pelo estimulo desde o ventre nos escuta, não tenho duvidas sobre isso.
    vou salvar esses estimulo
    esse do rosto perto eu faço todos os dias

    linda noite bjs

    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu também acredito na estimulação em todas as idades. Faz parte do crescimento e do desenvolvimento motor e psicológico.
    Beijocas
    Cris Chabes

    ResponderExcluir
  9. Que legal estimular é tudo de bom o resultado se vê na escola.
    Abraço,
    Toninha
    http://www.educar-oprimeiropasso.com/
    http://toninha-ferreira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!