Emagrecer Mamãe Andréia

Nutrição das Crianças De olho no peso

terça-feira, julho 02, 2013Andreia Sales

Olá Mamães
Meu novo "ídolo" Daniel Cady nutricionista e marido de Ivete Sangalo, tem sua Clínica de Nutrição e o Programa Famoso Body Change 10 semanas para emagrecimento. Ele é responsável pela Seleção Paraolímpica em Salvador trabalhando com nutrição funcional e motivacional dos Atletas e cuida também da saúde das crianças.
Hoje vou trazer um texto dele que diz que nós Mães e Pais devemos ficar de olho no Peso dos nossos filhos.

Daniel Cady e Ivete Sangalo
Foto Divulgação

A atual geração de crianças pode ser a primeira na história a ter uma expectativa de vida mais curta do que a de seus pais. A afirmação é de Margaret Chan, diretora geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) e precisa ser levada muito a sério. O motivo principal para do alerta da médica chinesa é o crescente índice de obesidade infantil e dos problemas relacionados a ela, com destaque para o aumento da pressão arterial, dislipidemia e diabetes.

Pesquisas recentes mostram que a origem do problema pode estar logo nos primeiros meses de vida, antes mesmo do parto, na gestação. O ambiente ao qual o feto é exposto nos nove meses em que fica na barriga da mãe pode interferir na sua saúde durante a infância e até na vida adulta.

Contudo, pessoalmente acredito que o período crucial seja a primeira infância (do nascimento aos seis anos), que corresponde à base para todas as aprendizagens humanas, com destaque para o primeiro ano de vida. O desmame precoce, a utilização de fórmulas artificiais e, posteriormente, o uso de farinhas para "engrossar" o leite das mamadeiras me preocupa muito.

Um pouco mais tarde, na idade escolar, o quadro não melhora muito, já que fast foods, salgadinhos, frituras e alimentos industrializados inundam a vida das crianças. O pior é que, além de consumir mais calorias e poucos nutrientes, elas estão fazendo cada vez menos exercícios.

Meninos e meninas que voltam para casa após um dia na escola, onde passam a maior parte do tempo sentados, ainda gastam em média mais três horas na frente de algum tipo de tela, onde são bombardeadas por propagandas que incentivam o consumo sobretudo de alimentos de péssima qualidade.

No meio dessa história toda estão os pais e familiares que, na maioria das vezes, não sabem como lidar ou não têm tempo para gerenciar essas questões. É fácil perder a noção do que está em seus cardápios, mas vale a pena tentar descobrir.

Minhas dicas são:

- Para as mães: amamente o seu filho exclusivamente com leite materno, pelo menos até o final do primeiro ano. Crianças amamentadas ganham proteção extra contra doenças.

- Compre e coma alimentos saudáveis. Os pais sempre serão a maior fonte de inspiração dos filhos. Dê exemplos e participe das mudanças dentro de casa. Seja a transformação que quer ver em seu filho.

- Incentive o seu filho a brincar de forma ativa. Menos telinhas e telonas e mais movimento.

- Os pais devem estabelecer limites quanto ao horário e às quantidades das refeições. Um grande erro é oferecer demais ou deixar a criança se alimentar sempre que deseja.

- O ambiente na hora da refeição deve ser calmo e tranquilo, com todos sentados a mesa e sem a televisão ligada.

- Salgadinhos, balas e doces não precisam ser proibidos, mas devem ser evitados e ingeridos apenas em ocasiões especiais.

- Se as alterações necessárias para corrigir os hábitos alimentares forem muitas, o ideal é que sejam realizadas lentamente e por etapas.


Esse foi meu recado de hoje.
Convido a todas a conhecerem meu Blog Mãe Vaidosa.
Andréia Sales

-

VEJA MAIS POSTAGENS

7 comentários

  1. Muito legal o post! Ótimas dicas! bjs Camila Vaz

    ResponderExcluir
  2. Muito show essas dicas! E dá pra por em prática todas elas!
    Bjo!

    ResponderExcluir
  3. Tbm sempre me preocupo com a alimentação do meu filho, apesar de ser a chata da família por não dar besteiras pra ele, sei que estou fazendo a coisa certa!

    =)

    http://vivendo-a-maternidade.blogspot.com.br/
    Sah Damasco

    ResponderExcluir
  4. Sempre me preocupei pela minha filha ser magrinha, mas a pediatra sempre me tranquilizou, dizendo que ela é mais alta que a média.
    Afinal de contas não é só com o excesso de peso que devemos nos preocupar..

    beiJUs
    http://feiffercereja.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nossa,
    Amamentar exclusivamente por 1 ano, não é demais? Acho que até os 6 meses já é o suficiente, não?
    Enfim, Arthur tem 5 anos e não bebe refrigerantes e nem come salgadinhos. Isso é dele mesmo, pois convive tranquilamente com os outros que o fazem. Espero que Maria Eduarda siga o mesmo exemplo.
    Beijinhos
    Aline Gago
    http://festascriativasbyalinegago.blogspot.com
    http://bibliotecamirim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Muito bom esse texto

    alimentação é importante em todas as idades.

    Beijocas

    Cris chabes

    ResponderExcluir
  7. Achei muito importante.
    É preciso de alimentar bem e esse hábito começa na infância.
    Bjs Poly

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, ficamos felizes!